Redação JM Notícia

Alguns evangélicos estão cancelando suas assinaturas da Netflix após o lançamento de um especial de Natal feito pela plataforma de streaming com o grupo Porta dos Fundos.

Famosos por zombarem da fé cristã, o grupo foi longe de mais na edição “de Natal” deste ano, colocando Jesus como homossexual e os discípulos como bêbados que perdem a última ceia por estarem com ressaca.

O teólogo Joel Theodoro usou suas redes sociais para informar que cancelou sua assinatura da Netflix por entender que, ao patrocinar a produção do Porta dos Fundos, a empresa endossa a mensagem que fere a crença da maioria dos brasileiros.

“Ao passarem de alocadores a produtores ou coprodutores de vídeos que zombam claramente da fé alheia, especialmente de Cristo, os serviços deixaram de ser compatíveis comigo e minha casa, uma vez que entendo que a verba mensal que pago representa parte da verba utilizada nesse projeto. Um cristão passaria, então, de cliente com reservas a patrocinador da desfaçatez com que trataram a fé cristã”, escreveu Theodoro no site Voltemos ao Evangelho.

VEJA TAMBÉM
Jovens invadem presépio no RJ, danificam cena e beijam imagem na boca

No Twitter a mensagem do teólogo repercutiu e outros evangélicos disseram que também cancelaram ou que cancelariam suas assinaturas da Netflix. Outros, porém, disseram que era apenas “não assistir” ao programa e procurar na plataforma outras produções.

+ Eli Borges critica Aneel por querer taxar energia solar: “O brasileiro não aguenta mais”

+ Deputada evangélica processa Porta dos Fundos por “escarnecer da fé cristã”

+ Porta dos Fundos inventa novo Jesus, e ele é miliciano