Da redação JM

Especial do Porta dos Fundos mostra Jesus gay e discípulos embriagados

O humorista Fábio Porchat criou um campo de batalha ideológico hoje, no Twitter, depois de postar na rede social uma crítica positiva para o novo filme da Porta dos Fundos, “A Primeira Tentação de Cristo”. O especial de fim zomba da fé cristã ao exibir Jesus gay e discípulos embriagados.

+ Bispo pede que fiéis cancelem Netflix em retaliação a especial de Natal

“Blasfêmia não é mimimi, meu caro! Uma falta de respeito enorme com quem acredita em Jesus e o ama de todo o coração!”, protestou uma mulher. “Quando atacam o lado deles é censura, mas amam ofender as crenças de outros porque não acreditam em Deus. Não me estresso porque o juiz já deu a sua sentença”, escreveu um homem.

Saiba + Especial da Netflix leva cristãos a cancelarem assinaturas: Jesus gay e discípulos bêbados

Saiba + Porta dos Fundos inventa novo Jesus, e ele é miliciano

“A Primeira Tentação de Cristo” está disponível no serviço de streaming Netflix. Entre as passagens do filme que causaram indignação entre grupos cristãos está o romance de Jesus Cristo (Gregório Duvivier) e o personagem de Fábio Porchat. Teve muita gente, porém, que apoiou o apresentador. “Cara, é muito bom saber que vou para o inferno e lá vou encontrar o Porchat. Sempre fui fã dele”, escreveu outra pessoa.

VEJA TAMBÉM
Vereador Filipe Martins repudia desenho animado com "super drags" da Netflix

Para tentar botar uma pedra na questão, Porchat pediu, ironicamente, para que não se preocupassem com ele. “Gente, pode deixar que eu me resolvo com Deus, está de boa, não precisa se preocupar não. Agora pode voltar a se indignar com a desigualdade que destrói nosso país. Mas tem que se indignar com o mesmo fervor, está bem?”.