Da redação JM

Inauguração de escritório de negócios da Apex em Jerusalém (Israel) – Apex-Brasil

O governo brasileiro inaugurou ontem (15) um escritório em Jerusalém (Israel) para fortalecer a parceria com o país nos temas de inovação, tecnologia e investimentos. O primeiro ministro israelense, Benjamim Netanyahu, o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, e o deputado federal, Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, estiveram no evento.

O escritório será administrado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e comandado pela analista de comércio internacional Camila Meyer, selecionada para o posto por meio de um processo interno. A equipe será composta por duas pessoas contratadas localmente. O escritório funcionará no edifício Jerusalem Gati Business Center.

+ Embaixada em Jerusalém é ‘questão de tempo’, diz Bolsonaro

O primeiro ministro israelense destacou o potencial do escritório para alavancar a cooperação entre os dois países. “Israel é, talvez, a nação mais dinâmica em termos de inovação: temos uma explosão de engenhosidade aqui. E o Brasil tem um potencial inacreditável. Tem um vasto território, uma população diversificada, universidades, o talento do seu povo, e achamos que se juntarmos os grandes potenciais que os dois países têm, nós podemos nos beneficiar de forma incrível”, disse.

VEJA TAMBÉM
‘Brasil precisa ser neutro para contribuir à paz’, diz embaixador de Israel

De acordo com a Apex, um dos pontos que será trabalhado pelo escritório em Jerusalém é o fomento às novas parcerias tecnológicas e a atração de centros de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para o Brasil. Alguns setores que confirmam a proeminência israelita em tecnologia são as soluções voltadas ao agronegócio e ao uso de água e, ainda, avanços em cibersegurança para defesa de clientes, proteção de dados e aplicação militar.

“Com esta unidade de representação, definimos um novo e privilegiado endereço para o cumprimento das missões da Apex-Brasil relacionadas à promoção de exportações, à internacionalização de empresas e à atração de investimentos estrangeiros. E, no caso específico de Jerusalém, trabalhando com ênfase em tecnologia e inovação, no fomento a novos negócios ou negócios do futuro”, destacou o presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia.

No Twitter, Eduardo Bolsonaro mencionou seu discurso na cerimônia, disse ser um “grande dia” e afirmou que a abertura do escritório de negócios é o primeiro passo para a transferência da embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém.

VEJA TAMBÉM
Embaixada em Jerusalém é 'questão de tempo', diz Bolsonaro

(Com Agência Brasil)