A revolta dos telespectadores foi tão grande que inúmeras pessoas anunciaram na internet que cancelariam suas assinaturas. Foto: Reprodução Universal

De acordo com o site Business Insider, especializado em finanças, as ações do serviço de streaming Netflix desvalorizaram no último trimestre de 2019. Isso em decorrência do recuo de 3% do número de usuários ativos, em relação ao trimestre anterior.

A desvalorização também se dá porque, conforme o grupo financeiro multinacional Goldman Sachs ressaltou em dezembro, a expectativa de crescimento da Netflix em 2020 é extremamente baixo.

+ Pastor Malafaia desafia Porta dos Fundos a fazer vídeo ‘mostrando Maomé como gay’

+ Netflix é convocada para prestar explicações na Câmara por filme blasfemo do Porta dos Fundos

Vale ressaltar que foi no último trimestre – mais precisamente no dia 3 de dezembro – que a Netflix, em sociedade com o grupo humorístico Porta dos Fundos, levou ao ar o “especial de Natal” A Primeira Tentação de Cristo.

Em todo o filme são exibidas cenas de promiscuidade e violência verbal. Tal filme ofendeu cristãos de diversas religiões.

A revolta dos telespectadores foi tão grande que inúmeras pessoas anunciaram na internet que cancelariam suas assinaturas. Ademais, um abaixo-assinado para que o filme fosse retirado do streaming já conta com mais de 2.300.000 assinaturas até o fechamento desta reportagem.

Conforme explica o Bispo Renato Cardoso, líder na Igreja Universal, tal reação do público é justificável porque o filme “está mexendo com algo muito íntimo da pessoa. E isso não é certo para nenhuma religião. Cristãos, judeus, muçulmanos ou quem quer que seja.”

(Com Universal)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here