Para que possamos participar do mercado de negociações Forex, precisamos de duas coisas. A primeira delas, que é a mais importante de todas, é conhecimento. Você precisa entender muito bem como funciona esse que é o maior mercado de câmbio do planeta. A segunda é ter acesso a um broker. Um broker nada mais é que um intermediário que atua entre o mercado e o negociador. Esse intermediário está ligado, nesse contexto, às corretoras. Assim, podemos citar a Alpari, um broker de Forex que, no Brasil, é bastante conhecido por quem opera no mercado de compra e venda de divisas.

Neste artigo, apresentamos algumas das principais características dos brokers de Forex, essenciais para que você participe desse mercado com mais informações e segurança.

O que saber sobre os brokers de Forex?

Antes de mais nada, é preciso relembrar (ou saber) que, no Brasil, o mercado de Forex não é regulado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). As corretoras brasileiras, com seus respectivos intermediários eletrônicos, permitem que compremos e vendamos ações na Bolsa de Valores. Todas essas negociações acontecem sob a vigilância da CVM. Portanto, se você quiser comprar e vender pares de moedas no Forex, deverá abrir uma conta em uma corretora estrangeira (e está a par do que diz a legislação brasileira acerca do imposto sobre os lucros repatriados).

VEJA TAMBÉM
Seminário destaca o papel da família na prevenção de suicídio entre adolescentes

Escolher um broker de Forex é como escolher um serviço, e cada um deles tem as suas características e indicadores. Por “indicadores” nos referimos às informações apresentadas sobre os brokers em páginas sobre corretoras de Forex.

Na maioria dessas listas, você poderá ver, por exemplo, qual é o valor mínimo de depósito para um trader começar a negociar no Forex. Algumas listas também mostram o quanto de alavancagem pode ser realizado. Além disso, também podem mostrar quais plataformas de investimentos são oferecidas por cada corretora apresentada. Entre as principais plataformas, estão o Metatrader 4 e o Metatrader 5. Elas estão entre as mais utilizadas por negociadores de todas as partes do mundo.

Em sua procura por brokers de Forex, verifique os tipos de conta oferecidos para os novos negociadores. Veja, em primeiro lugar, se a corretora dispõe de uma conta demonstrativa. Esse tipo de conta permite que os novos usuários, usando moedas virtuais, se testem nas operações que normalmente acontecem no mercado Forex. É mais que uma ferramenta optativa.

VEJA TAMBÉM
#URGENTE: Extremistas islâmicos já pregam o fim de cristãos e judeus no Brasil

Outro item bastante interessante que pode destacar uma corretora em relação às concorrentes são as formas de pagamento que disponibiliza para os negociadores. Neste caso, nos referimos ao depósito e ao resgate dos lucros obtidos. Geralmente, os meios de pagamento disponibilizados pelas corretoras de Forex são a transferência bancária e com cartão, mas um bom número de corretoras também permite que os depósitos sejam feitos por meio de plataformas como PayPal ou TransferWise.

Existem outros pontos de comparação entre os brokers de Forex, mas os listados neste artigo são suficientes para que você inicie a busca. Verifique, também, os canais de atenção ao cliente (e-mail, chat em alguma parte do site ou telefone). É muito importante que, em um momento de dificuldade ou dúvida sobre a plataforma de investimentos, você tenha a quem solicitar ajuda. Caso você não tenha nenhuma experiência nesse complexo universo do mercado de negociações Forex, estude e faça testes na conta demonstrativa de sua corretora de preferência. Não arrisque suas finanças com algo que ainda não conhece muito bem.