“Essa tensão entre EUA e Irã bem como o envolvimento de Israel nos mostra que o advento da vinda de Cristo está muito próximo”. Foto: Reprodução Facebook

Após a análise do pastor Napoleão Falcão sobre o conflito envolvendo EUA e Irã, onde deixou claro não se tratar do cumprimento de uma profecia bíblica contida no livro de Ezequiel, outro teólogo e conferencista, o pastor Eliel Silva, também lançou luz sobre o tema em um artigo publicado em suas redes sociais.

+ Napoleão Falcão diz que conflito entre Irã e EUA não é profecia de Ezequiel

O pastor Eliel destaca e reforça a análise do pastor Napoleão Falcão, mas ressalta que ao cristãos é bem dada a dica de que se deve “ler a Bíblia com o jornal ao lado”, ou seja, faz-se necessário uma visão de mundo e do que nele acontece a partir de uma cosmovisão cristã e não alienado do que a Palavra de Deus fala acerca dos tempos.

+ Pr. Eliel Silva ministrará em Palmas durante congresso

Eliel afirma, após uma rápida análise da geopolítica atual, que embora a tensão entre EUA e Irã não seja o cumprimento em si da profecia de Ezequiel 38, a mesma deve ser recebida pelos que conhecem a Palavra de Deus como um “cenário preparatório para cumprimento da profecia bíblica”.

Confira na íntegra:

A Baralha de Gogue, Rússia e Irã atacarão Israel.

É claro que a tensão entre EUA e Irã e uma eventual guerra entre esses países (que não deve ocorrer) não se trata da Batalha de Gogue profetizada em Ezequiel capítulo 38 e 39 como alguns especularam e bem refutou o Rev Napoleao Ribeiro Falcão. No entanto, não podemos deixar de ler a bíblia com o jornal ao lado. Os últimos capítulos envolvendo o Oriente médio mostra um Irã irado com EUA e Israel, prometendo que os dois países viverão dias escuros. Isto porque, o primeiro-ministro de Israel parebenizou o ataque dos EUA ao general Soleimani, à quem chamou de terrorista.

Quem conhece de geopolítica sabe que muitos chefes de Estado culpam Israel pelo clima hostil no médio oriente. Quem acompanhou o discurso dos líderes Iranianos sabe que o Irã chamou o EUA de “fantoche do sionismo”, como quem diz: “a culpa é dos judeus”. Contando também com o interesse que muitas nações têm nas riquezas do fundo do mar morto, o ódio e inveja contra Israel por parte de algumas nações aumentam ainda mais. A localização geográfica de Israel (no centro da terra) também causa interesse de nações ambiciosas por controlar o mundo, pois quem conquistar Jerusalém conquistará o mundo inteiro como afirmou certa vez Mikail Gorbachev, ex-presidente da então União Soviética, atual Rússia. O fato é que o Irã não só ameaçou os Estados Unidos como também ameaçou Israel. A Rússia se colocou ao lado do Irã condenando o ataque americano e disse que vê no Irã um aliado importante. Há uma reunião marcada para essa semana entre o presidente da Rússia Vladimir Putin e a Chanceler da Alemanha Angela Merkel para discutir a crise no oriente médio.

O presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan também condenou o ataque dos EUA ao general iraniano e também se colocou ao lado do Irã. Portanto, eu particularmente vejo um cenário preparatório para o cumprimento da profecia de Ezequiel 38, a saber a batalha de Gogue. Vale lembrar que essa batalha não envolve o País norte americano, e ainda não será a terceira guerra mundial que ocorrerá no final da grande tribulação chamada de Batalha do Amargedon, mas ocorrerá no meio da septuagésima semana de Daniel, quando de acordo com o pensamento pré-tribulacionista a igreja já terá sido arrebatada. Essa tensão entre EUA e Irã bem como o envolvimento de Israel nos mostra que o advento da vinda de Cristo está muito próximo. Em 1968 o então ministro da defesa de Israel afirmou que uma guerra contra os Russos era prevista e não contra os Árabes.

Na verdade a Rússia tem patrocinado todas essas guerras contra Israel por parte dos Árabes. Deus os trará com anzol no nariz como diz o texto abaixo a fim de punir a Rússia por cada missel de sua fabricação já lançado em território judeu e assim glorificar o seu nome nela como o glorificou em faraó. Agora confira a profecia de Ezequiel 38 com algumas anotações.

Ez 38.2-9,14-16

“Filho do homem, volve o rosto contra Gogue (Uma pessoa) da terra de Magogue (Um país), príncipe de Rôs (Presidente da Rússia), de Meseque (Moscou) e Tubal (Tubolsk); profetiza contra ele e dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe de Rôs, de Meseque e Tubal. Far-te-ei que te volvas, porei anzóis no teu queixo e te levarei a ti e todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos de armamento completo, grande multidão, com pavês e escudo, empunhando todos a espada; persas (Irã) e etíopes (Etiópia) e Pute (Líbia) com eles, todos com escudo e capacete; Gômer (Alemanha) e todas as suas tropas; a casa de Togarma (Turquia), do lado do Norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo. Prepara-te, sim, dispõe-te, tu e toda a multidão do teu povo que se reuniu a ti, e serve-lhe de guarda. Depois de muitos dias, serás visitado; no fim dos anos, virás à terra que se recuperou da espada (Jerusalém) ao povo que se congregou dentre muitos povos sobre os montes de Israel (Judeus), que sempre estavam desolados; este povo foi tirado de entre os povos, e todos eles habitarão seguramente. Então, subirás, virás como tempestade, far-te-ás como nuvem que cobre a terra, tu, e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo.
Portanto, ó filho do homem, profetiza e dize a Gogue: Assim diz o Senhor Deus: Acaso, naquele dia, quando o meu povo de Israel habitar seguro, não o saberás tu? Virás, pois, do teu lugar, dos lados do Norte, tu e muitos povos contigo, montados todos a cavalo, grande multidão e poderoso exército; e subirás contra o meu povo de Israel, como nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias, hei de trazer-te contra a minha terra, para que as nações me conheçam a mim, quando eu tiver vindicado a minha santidade em ti, ó Gogue, perante elas.”

Pr. Eliel Silva