O pôquer foi uma das modalidades que mais cresceu no Brasil nos últimos tempos, principalmente com os sites e portais de cassino online solidificando seus serviços por aqui. Isso fez com que alguns atletas profissionais ganhassem destaque em diferentes torneios e competições pelo mundo. É o caso, por exemplo, do paulista André Akkari e de alguns outros nomes que colocam os brasileiros entre os melhores do mundo quando se trata dessa modalidade. As representantes do gênero feminino também aparecem bem neste cenário, com títulos nacionais e destaque na mídia.

Com 45 anos recém-completados, Akkari foi um dos primeiros brasileiros a estampar capas de jornais e revistas por conta de seu sucesso no pôquer. Em 2011, ele conquistou o título da Série Mundial de Pôquer, nos Estados Unidos. O prêmio de US$ 675 mil consagrou o jogador, que até hoje é destaque no cenário. Em https://aakkari.wordpress.com/resultados/, é possível verificar alguns dos títulos que ele já conquistou na carreira.

Entretanto, ele não é o único brasileiro que já realizou a façanha de levar um bracelete da Série Mundial de Pôquer para casa, conforme mostra a lista publicada em http://copag.com.br/blog/. Outro nome que figura na lista de vencedores brasileiros é o de Alexandre Gomes, que ganhou o torneio em 2008 e, até hoje, aparece nas listas de principais destaques do pôquer mundial. O atleta, porém, praticamente só joga online e consegue maior destaque justamente por isso. Outros nomes que se destacam no universo virtual são Bruno Volkmann e João Simão, que acumulam mais US$ 15 milhões em premiações jogando pela internet.

VEJA TAMBÉM
Igreja Católica brasileira perdeu ao menos 9 milhões de fiéis desde 2014

A popularização do pôquer acontece muito por conta do surgimento de portais de cassino online. Essas plataformas, que estão ganhando cada vez mais espaço, disponibilizam, além de pôquer, outras modalidades tradicionais. Nesse sentido, é possível verificar em portais como https://www.casinoseal.com/br quais são os sites desse tipo que mais se destacam no Brasil, provendo ao consumidor uma experiência típica de cassino com segurança e qualidade.

Mulheres nas mesas

O gênero feminino também tem feito história no universo dessa modalidade. Algumas jogadoras brasileiras estão entre as melhores do mundo quando o assunto é competição de pôquer. Vivian Saliba, por exemplo, ganhou projeção mundial após conseguir uma excelente campanha no WSOP de 2017. Ela chegou até a mesa final da competição e terminou na quarta posição, feito inédito entre brasileiras.

Porém, outras atletas também estão conseguindo chamar a atenção nas mesas. Dayane Kotoviezy começou a jogar em 2010 e, desde então, acumulou bons resultados. Em 2018, como é possível relembrar em https://www.lance.com.br/, ela participou da seleção do Paraná, que conquistou o Campeonato Brasileiro de Pôquer. O estado do Paraná ainda não tinha realizado conquista semelhante, e tal fato fez com que Dayane fosse considerada uma das melhores jogadoras na categoria. Outros nomes, como os de Caroline Dupre e Milena Magrini, também têm destaque na mídia.

VEJA TAMBÉM
Convenção Conamad recebe autorização do MEC para ofertar cursos superiores

Olha a foto do título aí! PARABÉNS, PARANÁ, pelo titulo de campeão brasileiro de poker por equipes. Uma disputa…

Posted by CBTH – Confederação Brasileira de Texas Hold'em on Saturday, July 21, 2018

O pôquer já conquistou o público brasileiro e, com a colaboração de plataformas de cassino online, outros grandes atletas começam a se destacar. A torcida por mais títulos e mais nomes entre os melhores do mundo deve apenas aumentar nos próximos anos. Talvez, para alguns, modalidades do tipo sejam apenas entretenimento, mas para esses atletas elas são o fio condutor da carreira deles. E, como é possível notar, com muito sucesso.