Cursos são voltados para mulheres no Tocantins — Foto: Carlessandro Souza/Governo do Tocantins


O projeto ‘Jeito de Mulher’, do governo estadual, está com inscrições abertas para diversos cursos gratuitos em Palmas, Araguaína, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional. A ideia é selecionar mulheres para se qualificar profissionalmente em áreas tradicionalmente masculinas.

Veja os cursos:

Araguaína

  • Eletricista de Instalações Comerciais e Residenciais – 180 horas

Palmas

  • Mecânica de Motor a Gasolina e Álcool – 260 horas
  • Pedreira – 200 horas

Paraíso do Tocantins e Porto Nacional

  • Produção de Derivados de Leite – 80 horas

As inscrições começam nesta segunda-feira (20). Cada turma dos cursos contará com 15 vagas, mas também serão feitas inscrições para um cadastro de reserva, caso haja alguma desistência da lista principal.

A capacitação é voltada para mulheres, preferencialmente, de baixa renda, na condição de desemprego ou subemprego, e aquelas que almejam a inserção no mercado de trabalho para atuar nestas áreas.

As mulheres interessadas em participar podem se inscrever em Araguaína na unidade do Sistema Nacional de Emprego (Sine) da cidade; em Palmas nas unidades do Sine no Centro e Taquaralto e na Escola Estadual Duque de Caxias (Taquaruçu); em Porto Nacional no Sine da cidade; e em Paraíso no Centro de Referência da Assistência Social (Cras). Os documentos necessários para inscrição são CPF, RG e comprovante de endereço.

VEJA TAMBÉM
Projeto Jeito de Mulher abre inscrições para cursos

Segundo o governo, o projeto já beneficiou 210 mulheres e nessa nova etapa, o objetivo é capacitar mais 225 mulheres. Além de participarem dos cursos gratuitamente, as alunas receberão todo o material didático das aulas teóricas, os materiais e os equipamentos de segurança necessários para as disciplinas práticas, além de alimentação e vales-transportes diários.

Próximas qualificações

Segundo o governo, outros cursos do projeto Jeito de Mulher devem ser disponibilizados posteriormente. São eles:

  • Araguatins – Produção de Derivados de Leite (80 horas);
  • Dianópolis – Produção de Derivados de Leite (80 horas) e Instalador de Alarme Residencial (80 horas);
  • Guaraí – Produção de Derivados de Leite (80 horas);
  • Gurupi – Produção de Derivados de Leite (80 horas) e Mecânica de Manutenção de Motocicleta (160 horas);
  • Palmas – Mecânica de Injeção Eletrônica (160 horas);
  • Paraíso do Tocantins – Mecânica de Manutenção de Motocicleta (160 horas);
  • Porto Nacional – Mecânica de Manutenção de Motocicleta (160 horas).

O projeto foi lançado no mês de março de 2016, em Gurupi, e sua primeira etapa foi executada entre 2016 e 2017, beneficiando 210 mulheres de oito municípios do Estado. A ação conta com mais de R$ 880 mil do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, com contrapartida e execução do Governo do Tocantins. Ao final serão atendidas 435 mulheres.