A participação é aberta para toda a população de Palmas, conforme publicado no Diário Oficial do Município

As novas redações propostas para o Código de Posturas e do Código de Obras do Município de Palmas estão sendo apresentadas em audiências públicas, que tiveram início na manhã desta terça-feira, 21, e terminam nesta quarta, 22, no horário das 08 às 18 horas, no auditório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), localizado na Quadra 102 Norte, Av. LO 04, Lote 01.

Pela manhã, o Secretário Executivo de Desenvolvimento Urbano, Regularização Fundiária e Serviços Regionais (Sedurf), João Williann, abriu os trabalhos com a leitura da minuta do Código de Posturas, que dispõe sobre a atualização de medidas disciplinadoras da higiene pública, do bem-estar público, da localização e do funcionamento de estabelecimentos comerciais, industriais e prestadores de serviços, bem como as correspondentes relações jurídicas entre o poder público e o cidadão.

Já a tarde, serão discutidos os destaques apresentados pelos participantes. A participação é aberta para toda a população de Palmas, conforme publicado no Diário Oficial do Município, no dia 10 de janeiro, por meio dos Decretos nº 1.827 e nº 1.828.

VEJA TAMBÉM
Testemunhas de Jeová promovem Assembleia com o tema “Imite sua fé”

No dia 22, quarta-feira, a audiência pública será para debater sobre o novo Código de Obras do Município. Para a minuta proposta para o Código de Obras, o principal enfoque é a simplificação da análise e aprovação de projetos, conferindo mais autonomia aos profissionais no exercício do projeto, além de acelerar o processo para licenciamento das edificações em Palmas.

Após a aprovação dos textos, o projeto de lei será enviado à Câmara Municipal da Capital para apreciação e aprovação.

Elaboração

As minutas foram elaboradas por uma comissão formada por profissionais que compõem o corpo técnico da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Regularização Fundiária e Serviços Regionais. Os textos também contam com a colaboração de outras secretarias, como a de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu), Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp), Instituto de Planejamento Urbano (Ipup) e Fundação de Meio Ambiente (FMA).

O grupo foi criado com a intenção de reunir diversas fontes de pesquisa, bem como selecionar material qualitativo de referência para a revisão, construção e inovação da redação das novas leis complementares, com intuito primordial de atualizá-las, mas, principalmente de simplificá-las, tornando-as mais acessíveis não só para os profissionais das diversas áreas de interesse, bem como do cidadão comum.

VEJA TAMBÉM
OAB Nacional fará ato de desagravo público contra Carlos Amastha

Confira as propostas:

Minuta de Lei – Código de Posturas 2019

Minuta de Lei – Código de Obras 2019 

Minuta de Lei – Sistema de Normas Técnicas Regulamentadoras