Redação JM Notícia

Circula na internet um vídeo de um soldado do Estado Islâmico de aproximadamente 8 anos executando um jovem cristão no estado de Borno, na Nigéria.

Antes de matar o refém, a criança declara: “Não vamos parar até nos vingarmos de todo o sangue que foi derramado”. A ameaça é voltada para os cristãos que são os alvos dos grupos terroristas que tentam implantar a sharia naquele país.

Segundo informações do The Christian Post, o homem nigeriano que foi executado por uma criança militante em um vídeo divulgado por um grupo do Boko Haram alinhado com o Estado Islâmico dias atrás foi identificado como um estudante universitário cristão de 22 anos.

Ropvil Daciya Dalep veio da área do governo local de Pankshin, no estado de Plateau, e frequentou a Universidade de Maiduguri, no estado de Borno. Seu vídeo de execução ganhou atenção da mídia nesta semana.

Dalep era um estudante de biologia que estava voltando para a escola nas férias de Natal quando foi seqüestrado em 9 de janeiro, supostamente pela província do Estado Islâmico da África Ocidental, de acordo com a ONG britânica Christian Solidarity Worldwide .

Dalep foi levado junto com o colega nativo do estado de Plateau e major de zoologia de 20 anos, Lilian Daniel Gyang, e outra pessoa que foi libertada mais tarde.

Segundo Solomon Maren, um legislador federal do estado de Plateau, Gyang ainda está em cativeiro. Em um comunicado divulgado por sua equipe de mídia, Maren afirmou que os extremistas deixaram claro que estão mirando no “platô”, pois também executaram dois carpinteiros do estado no ano passado.

O SITE Intelligence Group, que rastreia as atividades de grupos jihadistas, foi quem divulgou o vídeo e as imagens dele, inclusive encontrando o grupo responsável pela execução: Província da África Ocidental do Estado Islâmico (ISWAP – sigla em inglês).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here