Redação JM Notícia

Pastor Reul Bernardino flagrado tomando cerveja | Pastor Cláudio Duarte | Pastor Silas Malafaia | Reprodução Internet

O vídeo onde o pastor Reul Bernardino aparece bebendo cerveja viralizou e gerou muita polêmica. Afinal, beber cerveja ou outra bebida alcoólica é condenado pela Bíblia ou só o se embriagar é pecado?

O tema é comumente discutido e pastores respeitados no Brasil já deram seu posicionamento sobre o tema. O pastor Cláudio Duarte, por exemplo, já declarou que na Bíblia não há nada que condene tomar bebidas alcoólicas, mesmo assim ele é contra.

“Eu, num posicionamento particular, sou totalmente contra [a ingestão de bebidas alcoólicas]. Mas eu não posso dizer que é pecado. Eu não posso, simplesmente, subir ao púlpito da igreja e falar para vocês ‘não bebam, porque beber é pecado’. Até porque a Bíblia não condena a bebida. A Bíblia condena a embriaguez”, afirmou.

Ele citou o versículo I Coríntios 10:31 que diz: “Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus”.

O pastor Silas Malafaia também já usou suas redes sociais para comentar o caso. Ele citou Levítico 10.9-11 onde Deus, através de Arão, recomenda ao povo para não consumir bebida forte.

VEJA TAMBÉM
Pastor Reuel Bernardino ameaça processar uso indevido do nome Gideões Missionários

“Fomos separados para Deus. Como reis e sacerdotes do Altíssimo, não devemos ingerir bebidas alcoólicas para não dar lugar à nossa carne e ao pecado”, escreveu Malafaia em um artigo publicado em seu antigo site.

Como psicólogo, ele alerta para os males trazidos com a bebida: “Essa droga psicotrópica, que atua no sistema nervoso central, pode causar dependência e mudança de comportamento. Além da euforia e desinibição, ela provoca falta de coordenação motora, sono e descontrole. Após alguns anos, os efeitos agudos do álcool são sentidos no fígado, no coração, nos vasos sanguíneos e no estômago”.

Malafaia também fala sobre fugir da aparência do mal e rebate quem diz que Jesus transformou água em vinho dizendo que naquela época, o vinho consumido era a fermentação natural da uva.

“Para evitar problemas e mau testemunho, há muitas coisas com aparência de mal de que o cristão deve abster-se. Jesus disse a seus discípulos: É inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual eles vêm! (Lucas 17.1). Não podemos escandalizar ninguém, tampouco ser pedra de tropeço à fé de ninguém”, disse.