Redação JM Notícia

Durante sessão nesta segunda-feira (10), a Câmara de Vereadores de Augustinópolis cassou o mandato do prefeito da cidade Júlio da Silva Oliveira (PRB) pela segunda vez.

Foram nove votos a favor da cassação, um contra e uma abstenção. Oliveira foi cassado por conta de uma suspeita de pagamento de propina para vereadores com o objetivo de aprovar projetos de interesse do Executivo.

A Polícia Civil chegou a prender 10 dos 11 vereadores eleitos da cidade, em uma operação realizada em janeiro do ano passado.

Os suplentes desses vereadores realizaram então o processo de cassação e, por duas vezes, decidiram por tirar o prefeito do cargo.

A primeira cassação aconteceu no ano passado, mas o juiz Jefferson David Asevedo Ramos, da 1ª Escrivania Cível de Augustinópolis, derrubou e decisão dos vereadores e Oliveira reassumiu seu cargo.

Com a nova decisão da Câmara, o vice-prefeito Vanderlei Arruda, assumiu o cargo nesta terça (11).