Atualmente, viajar pode ser muito menos dispendioso do que se possa imaginar. O crescente número de alternativas disponíveis hoje em dia em relação a transportes e acomodação aumenta a competitividade do mercado, e essa vasta gama de opções acaba beneficiando os viajantes. Além disso, plataformas comparadoras de preços também ajudam os clientes a tomar decisões mais claras tanto em relação à compra de passagens quanto à estadia. Nossa ideia com este artigo é dar algumas dicas que possam diminuir seus custos durante uma viagem. Você verá que ainda assim é possível ter uma experiência enriquecedora. 

Antes de partir para explorar um novo destino, é determinante definir o orçamento relativo à viagem a ser feita, pois dessa forma ficará claro o quanto queremos (e podemos) gastar. Uma vez que a quantia esteja estipulada, é importante distribuí-la de acordo com as necessidades ao longo da jornada. O primeiro passo corresponde ao gasto com transportes. A escolha de um voo barato é um ótimo ponto de partida, visto que permitirá que boa parte do orçamento seja separada para os dias em que estiver conhecendo o destino eleito. Plataformas que permitem fazer uma comparação dos preços, caso da Skyscanner, são uma boa alternativa para pesquisar os valores de voos. Portais desse tipo, aliás, ajudam muito os clientes a tomar decisões não apenas quando se trata de fazer uma viagem. Por serem comparativos, além de ajudar a poupar dinheiro, eles também fornecem aos usuários informações a respeito de sites e empresas com os quais é seguro negociar ou fazer uma compra. Confira GaloBonus.pt, Trivago e Buscapé para verificar como essas plataformas atuam em diferentes setores e auxiliam os usuários a tomar a melhor decisão quanto ao produto pelo qual estão buscando.

Voltando às nossas dicas de viagem, sabemos, no entanto, que os voos não correspondem à única despesa com transporte ao longo da aventura de conhecer um novo destino. Estudar previamente a rede de transportes públicos existente no local a ser visitado é uma boa solução para compreender qual é a forma menos dispendiosa de se movimentar, sendo igualmente importante verificar qual modalidade –metrô, ônibus, trem – melhor se adequa a seus propósitos. Você talvez prefira evitar usar transporte público e alugar um carro ao chegar no destino. Se esse for o seu caso, vale a pena fazer uma pesquisa a respeito das empresas locadoras de automóveis mais econômicas existentes no destino.

Fonte: Unsplash

Assim que você definir qual lugar irá visitar, um ponto também importante é considerar o custo de vida do local. É assim que você conseguirá ter uma ideia mais clara a respeito não apenas do valor do transporte, seja ele público ou não, mas também da hospedagem, do quanto se gasta para fazer refeições diárias e do quanto custa a estadia. Além disso, ter em mente, ainda que de forma flexível, os pontos que você gostaria de visitar enquanto estiver viajando é de grande ajuda. Dessa forma, você conseguirá montar um roteiro e ter uma ideia de quantas vezes, por exemplo, precisará andar de metrô em determinado dia. Esse roteiro também pode ser útil no momento de fazer as paradas para refeições, pois ao saber em que lugar você estará por volta da hora do almoço te dará a chance de pesquisar estabelecimentos que ofereçam uma boa experiência por um valor que esteja de acordo com o seu orçamento. Ou, quem sabe, você talvez opte por preparar um lanche antes de sair de casa para poupar tempo e também dinheiro. Isso vai de acordo com aquilo que você considera prioridade: bater perna ou sentar e relaxar um pouco em um restaurante típico? Você decide.

Fonte: Unsplash

As despesas associadas ao alojamento também representam uma fatia significativa no orçamento destinado à viagem. Nesse sentido, a escolha em geral é feita baseada em pontos como: vou viajar sozinho, com família ou com amigos? Dependendo da resposta, a escolha do local de hospedagem pode variar. Para uma viagem em família, um hotel ou um apartamento poderão ser a solução devido à comodidade. Verificar sites como o Airbnb para checar as opções de alojamento oferecidas é sempre uma boa alternativa, pois portais como esse permitem que seja feita uma pesquisa por filtros que envolvem não apenas o valor da diária, mas também a localização da propriedade em que você se hospedará. Caso vá viajar sozinho, uma boa ideia é optar por um hostel, que pode ser encontrado em Booking.com, ou até mesmo pelo Couchsurfing

Como se vê, viajar de forma econômica não é uma tarefa difícil nos dias atuais. Obtendo dicas de pessoas mais experientes no assunto e realizando pesquisas tanto em portais comparadores quanto em sites que forneçam informações a respeito do destino que será visitado, é certo que você será bem-sucedido na empreitada de desfrutar, se divertir e ainda poupar. Isso sim é que é experiência enriquecedora.