O ex-juiz, agora aliado, foi adversário de Amastha nas eleições de 2018, tanto na suplementar quanto na ordinária. Foto:
Reprodução

O ex-juiz e advogado Márlon Reis acabou de fechar sua filiação ao PSB numa reunião de quase duas horas com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, em Brasília. A informação é do Coluna do CT.

Segundo a Coluna, o presidente regional da sigla, Carlos Amastha, e o secretário-geral e presidente metropolitano, Tiago Andrino, também participaram da conversa.

+ Como a aliança com o PT afundou a campanha e o discurso de Márlon Reis?

Ainda de acordo com o jornalista, na reunião ficou definido que Márlon será membro da executiva nacional e poderá escolher em 2022 se é candidato a deputado federal ou se a governador, já que Amastha tem por projeto o Senado nas próximas eleições estaduais.

Com a decisão, o ex-juiz abandonou um possível apoio à Cinthia Ribeiro para juntar forças com Tiago Andrino, pré-candidato à prefeitura de Palmas.