A Assembleia se mobiliza para apurar responsabilidades a respeito da poluição no Lago de Palmas. Na ordem do dia vespertina desta quarta-feira, 12, foram aprovados, em regime de urgência, requerimentos por providências diversas relativas ao esclarecimento da participação da concessionária de saneamento público, a BRK Ambiental, na questão, conforme denúncias na imprensa.

+ Prefeitura faz varredura nas margens de ribeirão onde manchas verdes apareceram

Uma das matérias, de autoria da deputada Claudia Lelis (PV), requer informações aos responsáveis pelo saneamento básico de 47 municípios. As eventuais medidas tomadas pelas prefeituras para conter os danos também são solicitadas.

Foi proposto criação de uma Comissão Especial para investigar o assunto

Claudia também é autora de outro pedido pela criação de uma Comissão Especial para investigar o assunto. O grupo será composto por três deputados a serem indicados e deve verificar a suposta emissão de esgoto no Lago por estações de tratamento de água.

Em outro requerimento, de autoria do deputado Leo Barbosa (SDD), a BRK Ambiental é convocada a prestar esclarecimentos através da Comissão de Minas, Energia, Meio Ambiente e Turismo, em data ainda a ser agendada.

VEJA TAMBÉM
Carlesse cobra do Estado devolução de R$ 100 milhões apropriados indevidamente dos municípios

Já o parlamentar Ricardo Ayres (PSB) pede esclarecimentos, nominalmente, à diretora-presidente da BRK, Teresa Cristina Querino Vernaglia, e ao diretor operacional, Rodrigo Lacerda.

Outros assuntos

Os deputados aprovaram ainda requerimento do deputado Amélio Cayres (SDD) que solicita ao Governo do Estado a implantação de cursos de medicina e fisioterapia no campus da Unitins em Augustinópolis.

Já a parlamentar Luana Ribeiro (PSDB), solicita às secretarias de Estado de Segurança Pública e Cidadania e Justiça isonomia entre policiais militares e bombeiros e agentes de execução penal quanto à isenção de pagamento no transporte municipal.