Redação JM Notícia

Dando continuidade às vistorias nas unidades de saúde pública de Palmas, nesta quarta-feira, 19, promotores de Justiça e servidores do Ministério Público do Tocantins, acompanhados de equipe do Corpo de Bombeiros Militar, conferiram o sistema e equipamentos de segurança no Hospital Infantil de Palmas.

A ação é uma iniciativa da 23ª Promotoria de Justiça da Capital, que tem como titular a promotora Kátia Chaves Gallieta, com atuação na defesa da ordem urbanística. A vistoria contou com o apoio dos dois promotores de saúde pública da capital, Thiago Ribeiro e Araína Cesárea D’Alessandro. Técnicos do Centro de Apoio Operacional de Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Caoma) e do Centro de Apoio Operacional do Consumidor (Caocon), também acompanharam a fiscalização.

Dentre as principais falhas que necessitam de melhorias, inicialmente, estariam correções nas instalações elétricas, na central de gás, sinalização e desobstrução das saídas de emergência para evacuação em casos de sinistro. Foi relatado, também, que os 12 leitos instalados nos corredores comprometem o sistema de segurança.

VEJA TAMBÉM
Polícia prende suspeitos de fraudar concurso da Polícia Militar do Tocantins

De acordo com Kátia Gallieta, o Ministério Público do Tocantins aguarda, até sexta-feira, 21, a conclusão do relatório por parte do Corpo de Bombeiros para que sejam encaminhadas as recomendações para regularização da infraestrutura do Hospital Infantil de Palmas.