Ministra Damares Alves é recebida pela presidência da CNBB. Foto: Caio Lima / CNBB

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, foi recebida, foi recebida pela presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), na quarta-feira, 19 de fevereiro, ocasião em que destacou a importância da igreja na ajuda aos que mais necessitam.

Participaram do encontro na sede da CNBB, em Brasília, o Arcebispo de Porto Alegre (RS) e primeiro vice-presidente da CNBB, Dom Jaime Spengler, o Bispo de Roraima (RR) e segundo vice-presidente, Dom Mário Antônio da Silva, e o Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da entidade, Dom Joel Portella Amado.

Após o encontro, a ministra Damares Alves contou em uma postagem em seu perfil no Twitter que discutiram “parcerias nas ações sociais em defesa da criança, de mulheres, idosos e muitas outras pautas”.

+ CNBB pede clareza do STF sobre criminalização da homofobia

“A igreja está lá na ponta e pode nos ajudar a espalhar ações do bem”, acrescentou.

Por sua vez, o primeiro vice-presidente da CNBB expressou ao site da entidade que “é sempre motivo de alegria quando podemos colaborar com as instituições que se preocupam com a promoção e cuidado da vida”.

“Eu creio que estabelecemos um canal de diálogo muito positivo e naquilo que pudermos colaborar, sobretudo na promoção de valores que nos unem, estaremos juntos”, afirmou.

De acordo com a CNBB, a ministra apresentou aos presentes algumas políticas como o Sistema Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio, as ações contra a exploração e abuso de crianças e adolescentes, o acolhimento de venezuelanos no Brasil, o projeto de expansão das delegacias da mulher e de recuperação dos agressores de mulheres.

Ao falar do papel da Igreja na ajuda aos que mais necessitam, a ministra ressaltou o trabalho das pastorais espalhadas pelo Brasil. “O que seriam das políticas públicas se não fossem as pessoas das igrejas, que estão lá na ponta cuidando e fazendo”, disse.

Nesse sentido, abordou a preocupação de seu ministério em relação aos idosos e com políticas públicas de proteção desta faixa etária. Assim, elogiou e citou como exemplo a atuação da Pastoral do Idoso no país.

Além da apresentação desses projetos, Damares Alves também pediu apoio e orações dos bispos para sua missão à frente do ministério.

Por sua vez, a presidência da CNBB ofereceu à ministra o texto base da Campanha da Fraternidade deste ano, que tem o tema “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”, e é inspirada na vida e obra de Santa Dulce dos Pobres.

(Com ACI Digital)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here