Jimmy Evans, fundador e CEO do MarriageToday, um ministério e programa de televisão nacionalmente dedicado a ajudar os casais a prosperar em casamentos e famílias fortes e gratificantes. Foto: (Cortesia de Jimmy Evans)

Todo ser humano anseia por uma conexão íntima com o outro. O casamento oferece essa intimidade de corpo, alma e espírito, mas somente se seguirmos as leis de Deus para o casamento. Uma dessas leis é a Lei da Pureza.

Assim como Adão e Eva estavam nus e sem vergonha no Jardim do Éden – até que o pecado entrou em suas vidas – a verdadeira intimidade só é possível em uma atmosfera de pureza. Para muitos casamentos, a falta de perdão é o pecado que introduz impureza no relacionamento. Talvez exista algo na vida de seu cônjuge que você não tenha perdoado. Uma mágoa ou ofensa do passado pode estar afetando sua capacidade de amar um ao outro como deveria.

+ Fim dos tempos: divórcios e casamentos gays aumentaram em 2018

Essa questão pode ser resolvida com perdão. Você não conhecerá a verdadeira intimidade em seu casamento até que lide com isso.

A Bíblia diz que a falta de perdão envenena nossos corações (ver Hebreus 12:15). No casamento, a falta de perdão é como um gambá morto no porão: faz com que toda a casa fede. Se você já esteve com pessoas que não perdoam, já as ouviu falar palavras venenosas sobre as pessoas a quem se ressentem. Mas você não precisa ouvir as palavras deles para saber o que está em seu coração. Você pode vê-lo em seus rostos e em suas ações.

O veneno da falta de perdão danifica o vaso em que está armazenado, pior do que machuca qualquer um que você possa cuspir. Em outras palavras, quando você não perdoa os outros, a pessoa que mais machuca é você mesma.

A falta de perdão não apenas envenena o coração de um indivíduo. Também envenena um casamento, mesmo que a ofensa não perdoada não esteja relacionada ao relacionamento. Acalentar ressentimento ou amargura para com os outros em sua vida ainda terá um efeito negativo em seu casamento. Em tantos casamentos, vi um cônjuge se tornar uma saída para raiva e frustração não relacionadas ao relacionamento matrimonial.

Se a falta de perdão é veneno, o perdão é um agente purificador. Quando perdoamos os outros – especialmente o marido ou a esposa – nos livramos de pensamentos e sentimentos prejudiciais. O perdão limpa a casa. Abençoa um relacionamento. Até afeta se Deus o perdoa ou não, de acordo com o que Jesus ensinou em Mateus 6.

Perdoar as outras pessoas é um problema sério com Deus e um dos requisitos de um casamento que segue a Lei da Pureza de Deus. Existem cinco etapas importantes para o perdão:

1. Solte. Libere a pessoa culpada de seu julgamento. Não continue repetindo a ofensa em sua mente. Não mencione seus sentimentos feridos ou dor. Deixe Deus ser o juiz e deixe ir.

2. Decida. O perdão é uma decisão. Tome a decisão de amar a pessoa que o ofendeu e deixe seu comportamento refletir essa decisão. Em casos de abuso ou comportamento destrutivo, é claro, talvez você precise limitar sua exposição a certas pessoas. Mas seu espírito em relação a eles deve ser amoroso – não hostil.

3. Abençoe. Ore por essa pessoa. Jesus nos ensinou a abençoar aqueles que nos amaldiçoam e a orar por aqueles que nos maltratam (Lucas 6:28). Essa é uma das maneiras mais poderosas de mudar sentimentos negativos em relação a uma pessoa. Vi a oração transformar profundo ressentimento e mágoa em amor e compaixão – mesmo sem a presença de um pedido de desculpas. Este é o passo mais importante para curar as mágoas do seu passado. Embora possa levar dias ou semanas, Deus usa essa postura de oração para nos curar.

A propósito, a recusa em abençoar ou orar por uma pessoa é uma prova positiva de que você não está perdoando por ela.

4. Siga em frente. Recuse-se a trazer a mágoa no futuro. Quando Deus nos perdoa, Ele remove nossos pecados “até o oriente e a oeste” (Salmo 103: 12). Ele não perdoa simplesmente; Ele esquece. Embora não possamos apagar as mágoas de nossas memórias, podemos tomar a decisão de não insistir em ofensas passadas. Somente essa decisão pode ter um enorme impacto positivo no casamento.

5. Repita. O perdão é muitas vezes um processo, por isso repita essas etapas quantas vezes forem necessárias. Continue seguindo estas etapas até sentir uma liberação genuína da falta de perdão em seu coração.

Um casamento bem-sucedido é cem por cento possível se seguirmos as leis de Deus para o casamento. Um casamento que obedece à Lei da Pureza deve ser aquele em que o perdão está presente. Ao perdoar, você verá uma diferença marcante na atmosfera e no prazer do seu relacionamento.

A pureza é o ambiente em que o amor e a intimidade encontram sua expressão mais profunda e mais bela. Perdoe seu cônjuge. Perdoe aqueles que te machucam. Seja diligente em permanecer puro, e Deus os abençoará além dos seus sonhos mais loucos.

Este é um trecho de “As Quatro Leis do Amor: Sucesso Garantido para Todo Casal”, de Jimmy Evans. Ele compartilha que Deus criou amor e casamento e criou leis para guiá-los e guardá-los. Quando as leis de Deus são honradas, o casamento é o relacionamento mais seguro do mundo. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here