O pastor e deputado Marco Feliciano, além de Silas Malafaia, foi mais um líder evangélico que saiu em defesa do presidente da República e reforçou a ideia de isolamento apenas para grupos de riscos, com a justificativa de que a economia do país não pode parar por conta da pandemia do coronavírus.

+ “Detonou”, diz Malafaia sobre Bolsonaro pedir volta à normalidade

Em texto divulgado em suas redes sociais, Feliciano comparou Bolsonaro a outros grandes líderes mundiais que tiveram uma posição contrária a maioria em momentos difíceis da história.