Ele estava em tratamento contra leucemia aguda

Morreu nada madrugada desta quarta-feira (1/4) o deputado federal Luiz  Flávio Gomes (PSB-SP), que estava em tratamento contra leucemia aguda. Por causa da doença, ele estava afastado das atividades na Câmara desde setembro de 2019.

Advogado, fundou a rede LFG em 2003, a primeira rede de ensino telepresencial da América Latina. Seus cursos chegaram a ser transmitidos para cerca de 220 cidades brasileiras, distribuídos em mais de 420 unidades. Em 2008, concluiu uma negociação em que vendeu a LFG à Anhanguera Educacional por 78 milhões de dólares. Entre outros cargos, foi policial civil, delegado de polícia, em 1980, promotor de Justiça e juiz de direito em São Paulo.

+ Morre pastor Gerson de Macedo, presidente da AD Comadesma em Estreito –MA

Luiz Flávio Gomes, metódico e pragmático, tornou-se mestre em direito penal pela Universidade de São Paulo em 1989 e doutor em direito penal pela Universidade Complutense de Madri em 2001. Firmou-se como uma das principais vozes no que se chama de “garantismo penal”. Ao firmar-se como empresário de sucesso, no entanto, passou a apoiar a “lava jato” e a prisão antes do trânsito em julgado — bandeiras que o elegeram deputado federal em outubro de 2018.