Coronavirus blood test concept. Doctor hands in medical gloves holding test tube with blood for Coronavirus analysis over laboratory desk. 2019-nCoV Coronavirus originating in Wuhan, China

Palmas atestou mais um diagnóstico positivo para a Covid-19 e agora já são 13 casos confirmados. Trata-se de uma mulher de 29 anos com histórico de viagem recente para o exterior, estava em isolamento domiciliar e sendo monitorada. Nesta segunda-feira, 06, o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE Palmas Covid-19) divulgou também que foram descartados 256 casos e 693 notificações para síndromes gripais.

O COE enfatiza sempre que todos os pacientes com sintomas de gripe são contabilizados nas fichas de notificação municipal como casos suspeitos de Covid-19. Isso porque a quantidade de testes disponível no Laboratório Central do Estado (Lacen) é insuficiente para atender toda a demanda e somente os casos considerados graves estão sendo testados.

Das 13 pessoas com a Covid-19 em Palmas, duas estão internadas, uma em quadro estável e a outra em estado de saúde grave, segundo boletim médico divulgado nesta segunda. Outras nove pessoas encontram-se em isolamento domiciliar e duas estão curadas da doença. Apesar de curados, esses casos permanecem na somatória dos confirmados.

Cenário no Brasil

VEJA TAMBÉM
Estado não cumpre decisão da Justiça e bebê morre no Hospital Maternidade Dona Regina

De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, até as 17 horas desta segunda-feira, o Brasil totalizava 12.056 casos de Covid-19, com 533 óbitos. Isso revela um o índice de letalidade de 4,6% dos casos confirmados. Todos os estados brasileiros possuem casos confirmados da doença. O Acre registrou o primeiro caso de óbito, com isso, apenas o Tocantins não tem notificação de morte em decorrência da Covid-19.

 #FiqueBemEmCasa

A Prefeitura de Palmas está realizando uma campanha para estimular a população a manter a saúde física e mental durante esses dias difíceis de isolamento social. Uma série de reportagens está sendo divulgada, as primeiras matérias apresentaram abordagens sobre alimentação saudável e a prática de exercícios que contribuem na harmonização de corpo e mente.

A professora de Educação Física Brenda Mesquita esclarece que o exercício físico produz inúmeros benefícios para saúde e que a sua prática diária é necessária para manter o organismo em equilíbrio. “O período de isolamento social pode se tornar estressante para algumas pessoas, o que pode acarretar em altos níveis de ansiedade. Os exercícios físicos podem atuar de forma a reduzir os níveis de ansiedade e estresse, auxilia na manutenção da saúde, traz uma melhor percepção de bem-estar, alívio das tensões musculares, melhora na qualidade do sono, da fadiga e muito mais”.

VEJA TAMBÉM
Com tempo reduzido, começa hoje propaganda eleitoral no rádio e na TV

A profissional destaca ainda que é muito importante ter sempre o acompanhamento de um profissional de educação física para esse tipo de prática e em virtude da quarentena e isolamento social, muitos estão atendendo home office e acompanhando seus alunos de forma virtual. “Antes de começar a se exercitar é fundamental o alongamento e aquecimento para preparar o corpo para uma atividade mais intensa. A postura correta é essencial para um bom desenvolvimento dos exercícios, peito para fora, coluna reta e abdome sempre contraído”, pontua a treinadora, acrescentando que é importante dar atenção aos sinais do seu corpo. “Caso sinta qualquer tipo de mal-estar, algo parecido com tontura, náuseas, fraqueza ou falta de ar, dê uma parada, respire fundo e se possível verifique a sua pressão arterial, se sintomas persistirem procure orientação médica”, disse.

Veja o Boletim Epidemiológico completo aqui.