Ferramentas digitais auxiliam professores nas aulas a distância; veja dicas

Não foi apenas a ampliação dos hábitos de limpeza e higiene que foi imposto pela pandemia do novo coronavírus.  Outras medidas, como o distanciamento social, também estão entre as ações que visam evitar a transmissão do vírus. Com isso, a suspensão das aulas em todas as modalidades de ensino teve que ser feita para evitar que as pessoas saiam de casa.

Para não interferir no desempenho e aprendizado dos alunos, a alternativa tem sido a educação a distância, que permite a continuidade e formação dos estudantes, evitando maiores impactos. Nesse cenário, a tecnologia tem sido uma aliada. Por isso, fizemos uma lista de ferramentas que podem facilitar a relação aluno/professor no ambiente de ensino virtual. Confira!

App EAD – Google Class Room: o aplicativo funciona como uma sala de aula EAD e é um serviço que pode ser usado pelas instituições de ensino e educadores durante a quarentena para passar os conteúdos aos alunos. Para isso, basta adicionar os alunos ou compartilhar um código para que tenham acesso à turma. O Google Class Room permite disponibilizar atividades e materiais em PDF, além de ser possível dar feedbacks para os estudantes. Os alunos poderão entregar os trabalhos no aplicativo, tirar dúvidas on-line e, ainda, organizar e consultar a sua agenda de aulas.

VEJA TAMBÉM
Governo do Estado divulga progressões dos profissionais da Educação

Veja também: 5 ferramentas digitais para professores utilizarem em sala de aula

Outro importante recurso que tem sido bastante aproveitado pelos profissionais da educação são as aulas ao vivo. Elas possibilitam maior interação e os estudantes podem ter as suas dúvidas resolvidas conforme a aula acontece. Para essa atividade, diferentes aplicativos podem ser utilizados, como:

Zoom: o Zoom Cloud Meetings é um aplicativo disponível para Android e iOS que possibilita videoconferências, reuniões e aulas ao vivo. Na modalidade gratuita, permite até 25 pessoas em uma chamada por vídeo, por exemplo. Os professores podem passar os conteúdos e tirar as dúvidas dos estudantes.

Hangouts Meet: o aplicativo Hangouts Meet também faz parte do projeto G-Suit for Education da Google. A ferramenta possibilita facilidade no acesso, videochamadas e chamadas de áudio. Importante ressaltar que alguns recursos só estão disponíveis para clientes do G-suit.

Skype: um dos mais conhecidos aplicativos de chamada de vídeo e voz, o Skype é uma ótima alternativa para a educação a distância durante a quarentena. O usuário pode realizar chamadas com vídeo, áudio e chat de forma gratuita.

VEJA TAMBÉM
Universidades abrem cotas para “trans” e geram polêmica; pastor questiona


Bolsas de estudo para Tecnologias Educacionais

A tecnologia na educação traz diferentes benefícios para educadores e aprendizes. Por isso, é fundamental aprofundar os conhecimentos sobre o uso da tecnologia para trazer melhorias para o ensino. Uma dica é realizar uma pós-graduação em Tecnologias Educacionais e a especialização em Novas Tecnologias e Inovação na Educação.

Com o Educa Mais Brasil, você pode fazer a sua especialização com até 70% de desconto nas mensalidades.  

Fonte: Agência Educa Mais Brasil