O deputado estadual Professor Júnior Geo (PROS) apresentou um requerimento, no último mês, solicitando informações sobre quais serão os critérios utilizados para a distribuição de cestas básicas durante o período da pandemia do Coronavírus (COVID-19).

Em seus questionamentos, Geo especificou a necessidade de tornar públicas as respostas para as seguintes perguntas: “se há cadastro” e “qual é o plano de logística para distribuição das cestas básicas”.

“A distribuição das cestas básicas tem como objetivo garantir o acesso da população carente a uma alimentação balanceada, promovendo a segurança alimentar e o combate à fome. Para que esse ato tenha efeito produtivo, precisamos levar a público algumas informações e ter critérios estabelecidos”, destacou o parlamentar.

Geo concluiu em sua solicitação que é importante que a ação ocorra de forma organizada e transparente. “A criação do cadastro de auxílio para o período da pandemia é necessária para o controle e a execução de uma política concreta e efetiva para as famílias em estado de vulnerabilidade”, afirmou.

A resposta oficial às solicitações não chegou à equipe do deputado com o planejamento da distribuição e informações para cadastro. A distribuição das cestas tem ocorrido por meio do Centro de Referência em Assistência Social (Cras), com cadastro para idosos e famílias vulneráveis. O Governo promete atender entidades religiosas, sindicatos, músicos, autônomos, mototaxistas, dentre outros.