Professor diz que “em duas semanas” o número de novos casos de Covid-19 em Israel “chegará a zero”.

O professor Isaac Ben-Israel, presidente da Agência Espacial de Israel, sugeriu, na segunda-feira (12), que as medidas restritivas adotadas mundo afora não afetam o prazo de validade do coronavírus, que seria de cerca de oito semanas.

À luz de suas descobertas, o conceituado PhD exortou o governo israelense a dar início a reabertura da economia imediatamente, voltando a sua capacidade máxima até o final de abril. 

O professor argumenta que Israel “pagará com mais vidas humanas com o nosso sistema de saúde no Estado atual”.

Ben-Israel disse ainda que o país “já está nos estágios finais da epidemia de coronavírus”, segundo uma reportagem do portal Israel National News.

O professor israelense explicou:

“A incidência de novos pacientes cresceu diariamente durante as primeiras quatro semanas após a descoberta da epidemia em Israel. A partir da sexta semana, o aumento no número de pacientes foi moderado, atingindo um pico na sexta semana, com 700 pacientes por dia. Desde então, está em declínio e, atualmente, existem apenas 300 novos pacientes diários. Em duas semanas chegará a zero e não haverá mais novos pacientes.”

Ben-Israel completou:

“É assim que ocorre em todo o mundo. Tanto em países que adotaram medidas de isolamento, como a Itália, quanto em países que não adotaram, como Taiwan ou Cingapura.”

(Com Renova Mídia)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here