Pastores durante reunião com a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro. Foto: Divulgação

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), recebeu nesta quinta-feira (23) uma comissão de 12 líderes religiosos, que foram representando o segmento religioso da Capital. Os líderes foram pedir a prefeita Cinthia que flexibilize a realização de cultos na Capital, suspensos desde março por causa da pandemia do novo coronavírus.

Apesar do apelo dos líderes religiosos, a prefeita foi irredutível e disse que a possível liberação dos cultos ficaria para ser analisado na próxima semana. A gestora afirmou que a liberação ou não dos cultos será submetido ao Centro de Operações em Emergências de Saúde e o Comitê de Crise da Prefeitura.

+ Apóstolo manda recado à prefeita Cinthia Ribeiro: “Comece a agir para as pessoas voltarem a trabalhar”

+ A líderes religiosos, Cinthia Ribeiro pede unidade na luta contra o coronavírus

PASTOR COMENTA

O ex-presidente da OMEP-TO, apóstolo Gláucio Coraiola, afirmou ao JM Notícia que não tem motivo para comemorar a reunião entre Cinthia e os líderes religiosos, pois a gestora afirmou que a abertura de cultos religiosos não acontecerá nesta semana:

“Eu fiquei triste hoje de ver a prefeita de Palmas na presença de 12 príncipes (Pastores), todos que eu tenho grande respeito e ela dizer que não podia mexer no decreto que sai amanhã (24), para liberar os cultos, isto é um desrespeito à igreja e seus líderes, infelizmente não tenho motivos para comemorar, apenas agradecer o empenho deste valorosos homens de Deus, que levaram a palavra da igreja”.

“…Assim diz o SENHOR Deus dos hebreus: Deixa ir o meu povo, para que me sirva;. “ (Ex 9.13) apóstolo Glaucio Coraiola, ex-presidente da OMEP-TO.

VEJA TAMBÉM
Na Câmara, Léo Barbosa afirma que Palmas inicia mais um ano com velhos problemas

Participaram da reunião os pastores Mauro Stival, Amarildo Martins da Silva, Missionário Carlos Roberto, entre outros.

O JM Notícia entrou em contato com a prefeita Cinthia Ribeiro, mas as ligações não foram atendidas.

Cultos liberados

Em municípios maiores como Araguaína, Paraíso do Tocantins, Colinas do Tocantins já foram liberados os cultos.

ERRATA PADRES: Havíamos postado acima que na reunião com a prefeita, houve a participação de padres, no entanto, nossa fonte se equivocou, e por meio desta, realizamos a devida correção.

Nota da Prefeitura

NOTA INFORMATIVA

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, recebeu nesta tarde de quinta-feira, 23, o Conselho de Pastores de Palmas. Em pauta, a apresentação à gestão municipal um documento de apoio ao Plano de Descontingenciamento. No documento além da proposta para o retorno dos cultos presenciais, o Conselho apresentou sugestões de medidas de adequações nos prédios das igrejas e atendimento aos fiéis para a participação nos cultos.


Na proposta apresentada, o conselho se compromete a levar aos fiéis (membresia) a necessidade da responsabilidade social para que as ações sejam implementadas.
Como já existe um plano de descongintenciamento pela gestão municipal, ficou acordado que, o documento será submetido ao COEs – Centro de Operações em Emergências de Saúde e o Comitê de Crise da Prefeitura para avaliação. Ainda, na próxima semana, o Conselho se comprometeu a se reunir com o COEs para deliberar a data para o retorno dos cultos.

Palmas, 23 de abril de 2020

Saiba + Governo do Pará proíbe realização de cultos religiosos