Aglomeração de pessoas tentando entrar em ônibus — Foto: Reprodução

O transporte coletivo foi motivo de reclamação nas primeiras horas da manhã esta segunda-feira (18) na região sul de Palmas. Vídeos feitos na estação Xerente, no Jardim Aureny III, mostram muita gente na estação e aglomerações de passageiros na porta dos ônibus. Os moradores chegaram a fechar a rua para que os coletivos parassem.

O problema estaria ocorrendo porque desde a semana passada os ônibus só podem circular com 50% da capacidade de passageiros sentados. Com isso, os veículos que já tinham atingido o limite não estariam parando. Os que ainda tinham vaga acabaram causando aglomeração.

Um dos moradores contou à reportagem da TV Anhanguera que ficou mais de 1h esperando para conseguir embarcar em um ônibus.

A Prefeitura de Palmas disse que está cumprindo a decisão da Justiça de transportar apenas 50% por cento da capacidade do ônibus e o usuário que tiver transtorno pode ligar no Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano (Seturb).

Na semana passada, durante entrevista, a prefeita Cinthia Ribeiro chegou a dizer que os usuários não estando respeitando o distanciamento e acabam lotando os ônibus porque não querem esperar. Ela também criticou a decisão da Justiça que determinou a redução da lotação máxima por causa da pandemia de Covid-19.

Questionado sobre a disponibilização de mais veículos durante os horários de pico, tendo em vista a lotação máxima de 50%, o sindicato das empresas do transporte coletivo de Palmas (Seturb) informou que a Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana é que determina as Ordens de Serviço [Quadro de Horários] a serem cumpridos pelas empresas concessionárias.

(Com G1)