Neste Dia Internacional dos Museus conheça as galerias sem sair de casa

O Dia Internacional dos Museus é celebrado no dia 18 de maio. Os museus são lugares onde estão reunidos diversos registros que fazem parte da história de todo o mundo. A data foi escolhida em 1977 pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM) como um dia especial para a comunidade mundial dos museus.  Composto por um patrimônio rico e histórico, esses espaços culturais têm como grande desafio conciliar a tradição e a memória com a criatividade, para atrair a atenção do público.

Os museus são espaços privilegiados de conhecimento, pois garantem que os documentos e registros da memória de um povo se mantenham preservados. Através dos seus acervos, é possível investigar acontecimentos passados e respaldar pesquisar que favorecem conexões entre o que já aconteceu e o que está sendo vivenciado.

“Os museus possuem uma função social e educativa muito forte. Por meio de suas ações podem complementar conteúdos escolares, abordar temas de interesse da comunidade, utilizar a arte como terapia, fortalecer a identidade cultural dos povos,  associar lazer ao conhecimento e favorecer o convívio do indivíduo com diversas manifestações artísticas, despertando o potencial criativo e a noção de que somos participantes do processo histórico”, afirma a museóloga Osvaldina Cezar de Mesquita.

Os museus perdem sua função social sem a presença do público. Por isso, neste período de pandemia, em que o isolamento social se tornou uma importante medida para combater a transmissão do coronavírus, os museus precisaram inovar. Muitas instituições ao redor do mundo resolveram disponibilizar o seu acervo on-line para que as pessoas possam visitá-lo.

As tecnologias de informação e comunicação possibilitaram que esses espaços se tornem ainda mais populares. Através das plataformas digitais, os museus estão se inserindo cada vez mais nesse ambiente, permitindo que as pessoas tenham acesso a esses acervos históricos.

“Quando visitamos museus temos a oportunidade de viver experiências sensoriais e cognitivas que estão diretamente associadas à nossa história, ao nosso passado. É possível observar objetos com mais de 300 anos que provavelmente só seriam vistos por fotos em livros ou na internet. A energia de estar perto de uma peça original amplia sua noção de tempo, de permanência histórica e cultural”, diz a museóloga ao defender a visitação nas instituições.

Espalhados por todos os lugares, os museus guardam importantes relíquias que carregam as marcas e a trajetória de diferentes povos e culturas. Visitá-los, ainda que de forma virtual, é uma alternativa acessível e essencial para a formação intelectual de cada pessoa.

“O ser humano necessita de arte para ajudar a lidar com seus anseios, frustações, incentivar seu potencial criativo, se reconhecer como indivíduo produtivo e pertencente a um grupo cultural, conhecendo e valorizando sua própria história, sua própria identidade.  Por isso existem museus tão variados, porque sem arte e sem valorizar nossas raízes seríamos muito vazios. Os museus contribuem para a formação de um ser integral”, conclui Osvaldina.

Como visitar museus virtuais

Para conhecer os museus virtuais é preciso de um aparelho – computador ou smartphone – com acesso à internet. Os links são disponibilizados por diferentes museus ao redor do mundo. Conheça algumas galerias que você pode acessar agora mesmo.

Museu da Misericórdia da Bahia

O Museu da Misericórdia está localizado no Centro Histórico de Salvador, o espaço pertence a Santa Casa Da Bahia. Para fazer um tour virtual pelo local, basta acessar o site e percorrer as salas de exposições. Através das fotografias em 360 graus, as pessoas podem passear pelo museu, observando os detalhes da construção e de outros prédios vizinhos. A plataforma possui ferramentas que facilitam o manuseio, permitindo que as imagens sejam ampliadas para observação de cada minúcia. Além disso, há também alguns indicadores com pequenos textos, que ajudam a contextualizar a visita.

Acesse o acervo do Museu da Misericórdia

Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS)

O Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS) foi inaugurado na década de 1970 e possui um acervo de fotografias, filmes, vídeos e cartazes. No site do MIS é possível consultar o acervo online museológico e bibliográfico do museu. 

Acesse o acervo do MIS 

Museus do Vaticano

Nos museus da Cidade do Vaticano é possível encontrar informações sobre todas as obras de arte disponíveis. A plataforma é intuitiva e fornece dicas com guias a museus. O site também conta com uma loja on-line para compra de souvenir. 

Conheça o museu do Vaticano

Pinacoteca de Brera (Itália)

Milão é uma metrópole conhecida por ser uma referência mundial da moda e design. Mas lá também está localizada a Pinacoteca de Brera, um espaço que possui uma das maiores coleções de artes do mundo. No site é possível conhecer todas as peças e explorar cada canto da Pinacoteca. O seu acervo inclui obras do grande mestre Giambattista Pittoni, Annibale Giura Odio Contro i Romani e Bacco e Arianna.

Visite a Pinacoteca de Brera 

Museu do Louvre (França)

O Museu do Louvre, na França, é um dos museus mais conhecidos do mundo. Ele abriga a famosa pintura Monalisa, do italiano Leonardo da Vinci. No tour virtual é possível visitar as salas e galerias do museu, sem as famosas aglomerações em torno das obras. 

Conheça o Museu do Louvre

Google Arts & Culture

O site Google Arts & Culture é uma iniciativa que surgiu da parceria com diferentes museus do mundo e tem como objetivo promover uma aventura interativa para os usuários. No site é possível visitar as maiores e mais importantes galerias do mundo, como:

Pinacoteca de São Paulo

Yad Vashem – Museu do Holocausto (Israel)

Galeria Uffizi (Itália)

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here