Prefeito decreta 21 dias de orações e um de jejum para combater Covid-19. Imagem ilustrativa mostra fieis orando pelo Brasil em frente ao Palácio Alvorada

A Prefeitura de Ladário, no Mato Grosso do Sul, editou um decreto que prevê 21 dias de oração, um de jejum e até um cerco espiritual como medidas de combate ao coronavírus. O decreto foi assinado pelo prefeito Iranil de Lima Soares.

Na justificativa, Soares diz que Ladário é uma “cidade cristã” e que “Deus ouve a oração de um povo quebrantado”. No artigo 1º, o decreto prevê orações diárias nos lares, mas sem aglomeração de pessoas. 

+ Líderes evangélicos convocam fiéis para dia histórico de oração e jejum pelo Brasil

Já o artigo 2º orienta voluntários a orar por 21 dias e fazer jejum por um dia, “invocando o nome do Senhor para que juntos na fé possamos vencer a pandemia”. Segundo dados do governo do estado, Ladário tem cinco casos confirmados de Covid-19.

No dia 7 de junho, está previsto um cerco espiritual na cidade, onde cada cidadão deve orar em sua casa, “com o escopo de pedir ajuda a Deus, tanto pelas pessoas que já estão doentes, quanto por aqueles que estão tomando medidas para não contrair a Covid-19, bem como para afastar este mal que assola nossa nação”, conforme o artigo 3º do decreto.

VEJA TAMBÉM
Contra a crise, cristãos venezuelanos farão vigília de oração em Caracas
Decreto em que prefeitura de Ladário pede oração, a novena de 21 dias de reza e jejum e o cerco espiritual — Foto: Reprodução/G1 MS