Recentemente, ação da entidade levou o estado de Pernambuco a alterar decreto que violava liberdade religiosa

Na tarde desta segunda-feira (18), diretores, coordenadores estaduais e líderes de departamentos da ANAJURE estiveram reunidos para discutir sobre medidas que protejam a liberdade religiosa nas regiões que devem decretar o Lockdown no Brasil.

A reunião foi presidida pelo Presidente da ANAJURE, Dr. Uziel Santana, e contou com a presença do Presidente do Conselho Consultivo da ANAJURE, o Reverendo Augustus Nicodemus.

+ ANAJURE ingressará como Amicus Curiae em ADPF no STF que trata da ideologia de gênero em escolas municipais

+ Após denúncia de juristas evangélicos, Pernambuco altera decreto que violava liberdade religiosa

As ações devem seguir o modelo do que foi feito em Pernambuco, sugerindo que governadores e prefeitos considerem a possibilidade de que líderes religiosos possam se locomover aos templos para transmissões online de cultos, missas, e cerimônias de qualquer fé, além dos serviços de capelania e aconselhamento.

Além dos Governos Estaduais e Prefeituras Municipais, a documentação da ANAJURE estará sendo protocolada em caráter de urgência nos Ministérios Públicos Estaduais e Tribunais de Justiça Estaduais, a fim de preventivamente se coibir violações à liberdade religiosa.

VEJA TAMBÉM
Após denúncia de juristas evangélicos, Pernambuco altera decreto que violava liberdade religiosa

+ Decreto de isolamento de Palmas fere a liberdade religiosa, diz Associação Nacional de Juristas

A ANAJURE tem buscado evitar a judicialização e buscado o diálogo com os Poderes Públicos, porque entende que as medidas de saúde pública são necessárias neste momento. Neste sentido, foi apresentado na reunião o quadro situacional das igrejas na Europa e EUA, onde se observa que as entidades religiosas evangélicas em todo mundo, tem buscado cooperar com os órgãos de saúde.

A entidade disse que em breve trará mais informações sobre essa ação.