Polícias Civil e Militar fiscalizam cumprimento de decreto que instituiu lockdown em Caseara

Durante toda essa quarta-feira, 20, a 54ª Delegacia da Polícia Civil de Caseara e a Polícia Militar, com apoio da 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Paraíso, realizaram mais uma ação de fiscalização e orientação a população e estabelecimentos da zona urbana e rural daquela cidade sobre a obrigatoriedade de cumprir o decreto editado pelo Governo do Tocantins que instituiu o regime de lockdown em Caseara e em outros 34 municípios do Estado.

Conforme o delegado Antônio Onofre de Oliveira da Silva Filho, o comboio formado por viaturas da Polícia Civil, Polícia Militar e Vigilância Sanitária, bem como fiscais da prefeitura, percorreu as principais ruas e avenidas do centro da cidade, bem como dos demais bairros da cidade no sentido de averiguar o devido cumprimento da determinação governamental.

Logo em seguida, as forças de segurança partiram para a zona rural do município, onde vários projetos de assentamento e agrovilas foram visitados, sendo que os procedimentos operacionais de fiscalização também foram realizados com a orientação de moradores e comerciante no tocante a necessidade de observância das normas e protocolos de saúde e segurança estabelecidos para evitar a disseminação da Covid-19 em Caseara.

VEJA TAMBÉM
Agentes da Democracia: ação de educação política envolve mais de 100 alunos em Gurupi

O delegado Antônio Onofre ressalta que as ações da Polícia Civil estão sendo realizadas não apenas no sentido de fiscalizar o cumprimento dos decretos editado pelo Poder Público e que tem como objetivo fortalecer o distanciamento social, bem como evitar aglomerações, mas também visam prevenir a propagação do coronavirus e a consequente preservação da vida.

A autoridade policial também lembra que aqueles que descumprirem as normativas estabelecidas pelo Governo do Estado poderão ser responsabilizados penalmente por  Eventuais delitos que possam ocorrer em virtude de suas ações.

Saiba + Prefeitura esclarece sobre “lockdown” em Araguaína

Saiba + Juristas evangélicos discutem proteção da Liberdade Religiosa durante Lockdown no Brasil