Giovanna Martins, aluna da rede pública estadual de ensino de Araguaína -TO

O Governo do Tocantins, por meio da secretaria de Educação, emitiu nota em resposta ao movimento criado por estudantes da rede estadual de ensino pedindo a implantação do ensino EAD no Estado. Sem aulas presenciais, alunos da rede pública estadual de Araguaína criaram uma petição online pedindo que o Governo forneça as aulas no sistema EAD.

Nós, alunos da rede pública de ensino,estamos lutando pelos nossos direitos,queremos aula, não podemos ficar parados,o Enem está aí,batendo a porta, precisamos de educação.
Sabemos que tem pessoas que não tem acesso a internet e queremos que o governo crie um plano alternativo para estes
”, cita a petição.

+ Profissionais de Pedagogia quebram as barreiras na educação trazidas pela pandemia

A aluna Giovanna Martins gravou um vídeo cobrando do Governo do Tocantins uma solução para os alunos que estão com as aulas suspensas:

Algo que precisamos deixar bem claro, é que não queremos somente EAD, estamos lutando por aqueles que não possuem acesso à internet”.

“Para todos”

A nota do Governo informa que eles estão estudando uma forma de que o sistema implantado atenda a todos, pois estão analisando como parâmetro no que diz respeito ao ensino não presencial o Programa TO de casa NO ENEM, realizado pelo Governo do Estado, servem como importante termômetro para a rede estadual, e segundo a Secretaria de Educação dos mais de 26 mil alunos inscritos, 51% informaram que não possuem acesso à internet.

“O projeto que será apresentado à comunidade contemplará tanto os estudantes que têm acesso à internet quanto aqueles que não têm”, explicou a pasta.

Confira a nota:

NOTA
Assunto: Ano Letivo

A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) informa que, nos próximos dias, apresentará à comunidade escolar proposta que engloba alternativas viáveis para a retomada das atividades pedagógicas não presenciais, com segurança para alunos e professores.

As inscrições para o Programa TO de casa NO ENEM, realizado pelo Governo do Estado, servem como importante termômetro para a rede estadual, no que diz respeito ao ensino não presencial. Dos mais de 26 mil alunos inscritos, 51% informaram que não possuem acesso à internet. O Governo compreende que o papel do Estado é garantir condições a todos os alunos, por isso, o projeto que será apresentado à comunidade contemplará tanto os estudantes que têm acesso à internet quanto aqueles que não têm.

Paralisação

Devido à pandemia do Covid-19, alunos da rede pública estadual do Tocantins estão com as aulas suspensas desde o dia 16 de março.

A petição online já consta com mais de 320 assinaturas na manhã deste sábado, 30.

Link da petição – aqui

Veja o vídeo||

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here