O Quarteto Gileade acaba de divulgar em sua rede social, a capa do novo álbum “Ei, Calma!”, junto com a data de lançamento nas plataformas digitais, que acontecerá no dia 13 de junho. 

Com 33 anos de carreira, e depois do sucesso que foi o álbum “Preciosa Graça”, lançado em 2015 também pela CPAD Music. O quarteto promete que o novo álbum está bem voltado para os tempos difíceis que estamos vivendo. “A escolha do título foi feita pelo diretor executivo da CPAD, Ronaldo Rodrigues de Souza, por achar uma letra bem apropriada ao tema atual e também por ser uma música diferenciada pelo estilo a capela”, avisou Jabes Rosa. 

O Quarteto também planeja fazer uma Live especial, relembrando todas as músicas. A data ainda não foi confirmada, mas será anunciada em breve nas redes sociais dos adoradores. 

Em entrevista a CPAD Music,  Jabes Rosa contou que a produção do álbum levou dois anos devido a compromissos de agendas. O quarteto conta com a comodidade de possuirem um estúdio na cidade deles, por isso produzem no tempo em que eles estão livres. 

O integrante disse que o quarteto procura em todos os álbuns trazer estilos que agradem a todos os gostos musicais. “São 11 canções, que foram escolhidas durante todos esses anos que passamos compondo músicas e ouvindo outras de amigos nossos e até gravadas já. Depois escolhemos os temas mais tocantes, atrelados a estilos mais trabalhados, que na visão geral, podem ser grandemente direcionadas ao público. Tem algumas regravações, como uma música muito conhecida, “Deus dos deuses” que foi gravada pela cantora Lauriete e outra clássica americana, que traduzida é “Salvo pela Graça”, gravada por um Quarteto americano, chamado Triumphant Quartet”, detalhou.

Ainda de acordo com Jabes Rosa, os temas escolhidos a dedo e na direção de Deus e o título Ei, Calma” é bem propício aos tempos atuais de isolamento social vividos pela população brasileira. A música foi composta por ele em fevereiro de 2019 e gravada em meados de agosto de 2019, período em que ninguém imaginava que aconteceria essa pandemia. “Cremos que foi orientação e inspiração divina, porque encaixou muito bem com esse momento. Esta é uma das músicas diferenciadas, pois foi gravada a capela, sem instrumental, só as vozes”, afirmou o músico.

O integrante também destacou a canção “DNA de Adorador”, que fala do adorador nato que somos e vivemos para isso, e deixou uma mensagem para todos que acompanham o ministério do quarteto: “Com `Nosso Deus´, o `Deus dos deuses´ estando conosco neste momento atípico que estamos vivendo, podemos dizer: `Ei, calma!´, `Nós fazemos Parte de um povo feliz´ que tem o `Dna de Adorador´! Aquele Homem já entrou com `Providência´ pra nos dar a vitória. `Quem é o Homem?´ Ele é Jesus que diante das tempestades, nos diz: `Sossegai´ E assim nós vamos caminhando para `O Alvo´ `Não nos prostraremos´ diante desse mundo porque `Somos salvos pela Graça´.”

(Com CPAD Web)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here