Política & Religião – Por Sebastião Tertuliano

Em pleno século XXI ainda há no meio político certos olhares de reprovação de religiosos na política assim como também existe resistência e até discriminação de políticos e da política nas igrejas e na liturgia sacro-religiosa.


A política como ciência e como sistema de gestão e de poder gerencial da vida pública e social foi planejada, criada e implantada por Deus. Através da Bíblia podemos ver claramente a atuação presencial do Criador estabelecendo normas, regras e leis desde o livro de Gênesis.
Percorrendo o Livro Sagrado vamos encontrar líderes políticos como Abraão, José do Egito, Moisés, Davi, Salomão, Ester, Daniel, José de Arimatéia, Nicodemos, Paulo de Tarso e outros.
Quando políticos retiram a Bíblia das escolas eles estão abrindo suas portas para a incredulidade, ateísmo, depravação e decadência moral, fugindo do princípio bíblico “Ensina a criança no caminho que ela deve andar…

” Quando os políticos proíbem a presença da fé e das Escrituras Sagradas dos órgãos e repartições públicas eles estão escancarando as portas para a corrupção e desmandos, hostilizando a presença de Deus dentro de todas as esferas do poder.


A autoridade não é do homem, é de Deus. É Deus que outorga ao homem o exercício do poder, mas o poder é de Deus e não do homem.
Quando o homem afasta a palavra de Deus, a fé e as igrejas do poder, três coisas estão acontecendo: usurpação da essência do poder, apostasia à graça e satanização das suas decisões. Daí vem o desgoverno, a gestão e a administração ficam à deriva no oceano da imoralidade, e a decadência moral, econômica e política levarão aquele país, governo ou império à ruína ou ao fim.


E como fica então o “Estado Laico”? A laicidade do Estado brasileiro é velada, falsa. Para o Brasil se tornar um Estado Laico precisaria banir do calendário todos os dias santificados, nomes de santos dos estados de São Paulo, Santa Catarina, Espírito Santo, bem como de muitas cidades, praças e ruas. Teria que acabar com o casamento religioso com efeito civil, proibir festas juninas e romarias, e não aceitar a Constituição Federal que foi promulgada por Ulisses Guimarães em nome de Deus.


Mesmo não sendo um Estado teocrático o Brasil é governado espiritual, teológico e moralmente por Jesus, o Senhor dos Senhores. Ele mesmo disse: “Todo o poder foi me dado no céu e na terra”. Jesus é o Rei dos reis. E o Brasil é do Senhor Jesus.

Pastor Sebastião Tertuliano é Advogado

Saiba + Após embates com evangélicos, Cinthia Ribeiro inicia diálogo para abertura dos cultos presenciais

Saiba + Igrejas acionam justiça contra Cinthia Ribeiro por proibição de cultos em Palmas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here