Leiliane Lopes

Vicentinho está em seu segundo mandato como deputado federal | Foto: Câmara dos Deputados

O deputado federal Vicentinho Júnior (PL) é pré-candidato à Prefeitura de Palmas e tem ganhado apoio de lideranças políticas que fazem oposição à Cinthia Ribeiro (PSDB).

Seu nome começou a ser cogitado para entrar na disputa no ano passado, através de lideranças da própria capital e vai ganhando força por conta da história política de sua família que participou da criação do Estado do Tocantins e da própria capital.

Em entrevista ao JM Notícia, o parlamentar comenta sobre questões envolvendo Palmas, critica as decisões de Cinthia Ribeiro e promete governar ao lado de lideranças religiosas para criar projetos sociais efetivos.

Um dos motivos que o fez aceitar esse desafio foi a discordância das ações realizadas pela atual prefeita de Palmas. “Principalmente nas decisões sobre a pandemia, uma hora ela emite decreto para a abertura dos comércios, os comerciantes vão lá e fazem compras, na outra semana ela faz outro decreto para trancar tudo. Isso causa prejuízos”, exemplificou.

Mas não é só isso, as ações do governo estadual refletidas em Palmas também o faz ganhar apoio de opositores para criarem uma base para as eleições municipais.

“A ex-prefeita Nilmar Ruiz está conosco, o ex-secretário de Segurança Pública do estado, César Simoni, também está conosco e tenho dialogado muito com o ex-prefeito Carlos Amastha e o com o vereador Tiago Andrino”, comenta Vicentinho sobre algumas alianças que estão sendo firmadas para viabilizar sua candidatura.

Seu bom convívio com outros partidos e políticos do Estado favorecem a construção de uma parceria e base apoio.

Oposição 

O nome de Vicentinho Júnior entra na disputa diante de um cenário complicado para a atual prefeita. As ações de Cinthia Ribeiro para reduzir a contaminação pelo novo coronavírus desagradaram vários setores da sociedade.

“Ela fecha igrejas, fecha comércio, mas libera transporte público cheio sem nenhum tipo de protocolo de saúde. Ao mesmo tempo que ela exige lockdown dos palmenses, ela faz inaugurações com aglomeração de servidores públicos”, diz.

Saiba + Empresários em Palmas são multados em quase R$ 6 mil reais por manifestação pela reabertura do comércio

Na visão do pré-candidato, Cinthia tem errado muito, citando algumas ações polêmicas da prefeita na época do Carnaval e falando desses decretos durante a pandemia que tem prejudicado muitos palmenses.

Parceria com as igrejas

Católico, Vicentinho Júnior entende que é preciso dialogar com as lideranças religiosas e critica a forma como a prefeita tem destratado pastores que tentaram uma conversa com o Executivo para reabrirem suas igrejas.

A fala de que ela teria pego “ranço” de pastores foi criticada pelo pré-candidato que pensa em trazer para perto as lideranças religiosas caso vença as eleições.

“Eu não me vejo prefeito trabalhando nas questões sociais sem ter ao lado do gabinete as orientações e o convívio com os líderes religiosos”, disse ele. Vicentinho entende os trabalhos sociais e na luta contra drogas que as igrejas evangélicas e católica realizam.

Saiba + Cinthia critica lideranças evangélicas e fala sobre “pegar ranço”

“É provado que os índices de criminalidade, consumo de entorpecentes e bebidas alcoólicas caem com os trabalhos das igrejas. E ela, que se diz evangélica quando lhe convém, na hora de agir em concordância com os líderes religiosos ela diz que tem ranço deles. Eu quero ter parceria, ter pastores e padres para me orientarem e ajudarem a desenvolver projetos sociais para a capital Palmas”.

Capital nova, problemas antigos

Ao falar dos problemas da capital, Vicentinho diz que é uma cidade nova, com problemas antigos e cita o aumento da criminalidade e a chegada de facções criminosas. “O culpado é a ausência do poder público”, diz ele.

A questão da saúde também incomoda o pré-candidato, que vê descaso com a população principalmente na gestão da pandemia, onde a prefeitura não consegue dizer ao certo quantas testagens foram feitas na população.

“Palmas tem que atacar na questão social e tem ao seu lado as orientações cristãs, usar a guarda municipal e agir com em parceria com a Polícia Militar para reduzir a criminalidade que está dominando a capital e dar protocolos mais praticáveis diante desta pandemia”. 

Ao criticar novamente os decretos de Cinthia Ribeiro, Vicentinho declara: “O gestor precisa entender que cada canetada sua tem um reflexo positivo ou negativo na vida do cidadão e hoje os reflexos tem sido mais negativos e eu quero corrigir isso”.

História na Política

Vicentinho Júnior entrou na política como deputado federal e está em seu segundo mandato.

“Eu sempre gostei muito do Parlamento, não apenas para encaminhar recursos aos municípios e governo do Estado, mas para criar leis que pudessem participar diretamente da vida do cidadão”, disse.

“Dentro do meu primeiro mandato fiz oposição ao governador Marcelo Miranda (MDB) e agora fazendo oposição a Mauro Carlesse que tem feito algumas situações complicadas no Tocantins”.

Questionado sobre se tem os requisitos para ocupar o cargo, Vicentinho se mostra humilde e prefere destacar que nesses anos na política não se envolveu em casos de corrupção e que tem uma ficha limpa.

Saiba + Deputado Vicentinho Júnior viabiliza mais de R$ 13 mi para Saúde, Turismo, Agricultura e Asfalto

“Eu quero emprestar a minha juventude com este pique, com este arrojo e esta disciplina que tenho como deputado federal para a condição de prefeito. Precisei ser deputado por um mandato e meio para saber qual a porta bater para buscar os recursos necessários para ajudar o município”, disse.

“Estou preparado para enriquecer o debate nessas eleições. O palmense não vai escolher um prefeito por falta de opções, mas podendo analisar suas ideias e acompanhar o seu histórico. Quero vir candidato para enriquecer o debate e o palmense não vai votar errado ao votar em mim”. 

Centro-direita

Em um país cada vez mais polarizado, Vicentinho se apresenta como um político de centro-direita e diz que seus posicionamentos sobre família e valores morais estão alinhados ao presidente. “Eu sou mais ao centro com tendências à direita. Em 2018 fui o único [deputado federal] a apoiar o presidente Jair Bolsonaro”, disse ele.

O parlamentar ressalta que apoiou o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018 e lembra que convidou e  esteve ao lado do senador Magno Malta no Tocantins durante a campanha eleitoral que elegeu o presidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here