Cristãos foram excluídos da ajuda emergencial vinda do governo do Vietnã, mas puderam contar com a assistência de irmãos ao redor do mundo

A quarentena está suspensa no Vietnã desde o dia 23 de abril, mas algumas famílias mais pobres precisam de doações do governo e de organizações para sanarem as necessidades mais emergenciais como alimentação. Porém, 18 famílias cristãs foram excluídas do serviço de assistência por causa da fé em Jesus.

No total, são 107 pessoas, incluindo idosos e crianças, que vivem no norte do país, na região próxima à fronteira com a China que deveriam receber o auxílio governamental. As autoridades justificaram a negação da assistência: “Vocês são cristãos e o Deus de vocês cuidará da família de vocês! O governo não é responsável por vocês!”.

+ Família cristã é expulsa de vilarejo no Vietnã

Segundo parceiro local da Portas Abertas, as famílias tiveram os trabalhos interrompidos e precisam racionar comida para que todos consigam se alimentar. “Elas se esforçam para ter comida nas mesas e consomem o arroz pouco a pouco todos os dias. Quando souberam que o apoio do governo estava chegando ao distrito, ficaram muito felizes, mas apenas até descobrir que não estavam na lista porque eram cristãos”, testemunha.

A Portas Abertas está em contato com os irmãos e irmãs integrantes das famílias excluídas e trabalha para que eles recebam pacotes de alimentos e outros produtos para terem as primeiras necessidades supridas. Porém, é possível que existam muitos outros cristãos que estão vivendo essa experiência de exclusão em meio à luta contra a pandemia da COVID-19, no Vietnã. Contamos com os cristãos brasileiros para levar o socorro até a Igreja Perseguida do país, que ocupa a 21ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here