Nuvem de gafanhotos passou pela Argentina nos últimos dias. (Foto: Divulgação/Governo de Córdoba)

A nuvem de gafanhotos, que ameaçava avançar a fronteira do Rio Grande do Sul, se afastou um pouco do Brasil e do Uruguai. Segundo previsões meteorológicas, a chegada dos insetos é freada por conta do ciclone bomba e da baixa temperatura.

Parte da nuvem de gafanhotos foi localizada nesta terça-feira (30) por técnicos do governo da Argentina em uma propriedade rural do país, na cidade de Esquina, na província de Corrientes, de acordo com o Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa).

+ Sob ‘praga’ de gafanhotos: Argentina receberá avivamento em breve, diz profecia

+ VÍDEO: Praga de gafanhotos no Brasil – Fim dos tempos em 2020

O pastor Joel Engel, que tem um ministério sediado em Santa Maria (RS), observa as menções da Bíblia a respeito das pragas de gafanhotos. Uma delas está no livro de Joel, que faz referências a quatro tipos de gafanhotos: o cortador, o peregrino, o devastador e o devorador (Joel 1:4).

“Hoje a Terra está vendo essa praga de gafanhotos acontecer”, disse Engel, em referência ao avanço de exames em países da África, Ásia e Oriente Médio. “Por onde essa praga passa, não sobra nada, nem árvores, nem flores, nem plantações. A lavoura é totalmente dizimada e o lavrador é levado à miséria”.

Inspirado em Joel 1:13, onde Deus instrui os sacerdotes a “prantear e chorar alto”, o pastor diz que ele e um grupo de intercessores, que intercalam entre si 24 horas por dia, têm clamado a Deus desde que receberam a notícia sobre a ameaça dos gafanhotos no Brasil.

“A única coisa que pode nos livrar dessa praga é Deus; porque Deus pode mudar a direção do vento e fazer com que mude também a direção da nuvem de gafanhotos”, destaca Engel. 

“Por isso a palavra de Deus diz que devemos buscar e nos arrepender, porque é uma praga que vem por causa do pecado do povo. A nossa geração tem falhado muito com Deus. Por isso eu quero te aconselhar: ore também, busque a Deus, seja um intercessor e ore para que Deus proteja a nossa terra, nosso estado e nossa nação”, orienta o pastor.

Na terça-feira, o Ministério da Agricultura concedeu  uma autorização emergencial e temporária para uso de alguns inseticidas biológicos contra pragas de gafanhotos.

O Ministério da Agricultura recebeu ainda a proposta de um  plano nacional permanente contra pragas de gafanhotos no Brasil, elaborada pelo Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag).

(Com Guiame)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here