Cristãos convertidos enfrentam mais perseguição de extremistas hindus na Índia

Em um cenário de constantes casos de morte de cristãos na Índia, a polícia prendeu quatro jovens acusados de ter conexão com o assassinato de Suman Munda, de 25 anos, em Redhadi, estado de Jharkhand. Desde a conversão, há seis anos, a jovem começou a enfrentar perseguição de radicais hindus locais. Um dia, a cristã desapareceu e o corpo dela foi encontrado em um local perto da residência dela. 

Em entrevista à UCA News, o líder cristão Binay Kandulna explicou que a situação é grave. “É uma questão de séria preocupação, porque o estado testemunhou a morte de outro cristão há um mês, no mesmo distrito. O governo e os líderes devem tomar nota e as medidas apropriadas”, afirma.

Kandulna lembrou que todos os seres humanos são criaturas de Deus e devem ser respeitados, mesmo que não tenham a mesma posição religiosa. “Alguns grupos extremistas estão tentando atingir minorias no estado para espalhar o ódio entre várias religiões que, de outra forma, são pessoas que amam a paz. Condenamos o assassinato e apelamos ao governo para que tome ações estritas contra os culpados. É uma pena que tenhamos perdido uma vida preciosa”, continua o cristão.

Um pastor local contou à organização de direitos humanos International Christian Concern, que sabia do caso de Suman desde o início das ameaças. “Suspeito que seja obra de um grupo fanático hindu. Os cristãos aqui estão enfrentando uma séria ameaça com isso. O grupo está nos pedindo para voltar ao hinduísmo. Estamos com medo e nosso povo abalado”, afirma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here