“Foram ofícios, requerimentos e vários discursos feitos na tribuna em favor das igrejas da capital”, ressalta o vereador

Visando a necessidade urgente de funcionamento dos templos religiosos através dos cultos presenciais, o vereador Rogério Santos atuou de forma decisiva em favor das igrejas da capital. Os cultos presenciais foram liberados através do decreto de nº 1.905 que estabeleceu normas para a realização de cultos e afins durante o período de enfrentamento da pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19).  

A necessidade de atendimento espiritual a população que carece de ajuda, de conselho e de uma mão amiga, sempre foi prioridade para essas instituições, destaca o vereador que despachou diversos pedidos de colaboração junto ao Poder Executivo Municipal. “Foram ofícios, requerimentos e vários discursos feitos na tribuna em favor das igrejas da capital, apresentei também um Projeto de Lei, que ainda tramita nas comissões da câmara, para que as atividades religiosas sejam essenciais em épocas de crises como essa que estamos passando e diante de tanta luta nossas igrejas estão funcionando, mas estamos em alerta pelo desenvolvimento do evangelho na capital”, afirma o vereador.

As igrejas são auxiliadoras indispensáveis para o Poder Público, o trabalho social que essas instituições realizam, servem de modelo e somado a isto, essas instituições tem cumprido a risca todo o protocolo de segurança, portanto considerando que o município de Palmas, positivamente, vem enfrentando esse problema de saúde pública, não resta dúvidas que as igrejas são parceiras em favor da saúde da população. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here