“Quando somos tentados a atribuir a essa realidade que nos acometeu uma noção de normalidade, a Igreja deve suscitar no mundo o amor pelas vidas, a compaixão e o consolo”

Em nome da Igreja Evangélica Ágape, nos solidarizamos com aqueles que perderam pessoas queridas e amadas no âmbito da pandemia de covid-19, e estendemos a nossa mão aos que precisam. A Igreja do Senhor chora com os que choram.

No último sábado (08/08), o Brasil atingiu a triste e dolorosa marca de 100 mil mortes por covid-19. Não é um número trivial. Muitos menos morrem por outras causas. Para se ter dimensão, o Brasil, nono país mais violento do mundo, registrou pouco menos de 42 mil mortes violentas em 2019 (dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública).

+ Em AGO virtual esta semana, ministros da Ciadseta debatem desafios da Igreja pós pandemia

Quando somos tentados a atribuir a essa realidade que nos acometeu uma noção de normalidade, a Igreja deve suscitar no mundo o amor pelas vidas, a compaixão e o consolo. Pois, “o Senhor é refúgio para os oprimidos, uma torre segura na hora da adversidade” (Sl. 9.9).

Cremos, contudo, que o Deus que consola é o Deus que restaura. Acreditamos na restauração de famílias, relacionamentos e pessoas, e é nesse sentido que também oramos e pautamos a nossa atuação como Igreja.

Por isso, a mensagem que deixamos nesse momento é: você não está só! Deus abençoe a todos.

Aps. Amilson e Meiry.
Araguaína-TO, 10/08/2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here