“A Casa da Coruja” apresenta uma adolescente bissexual que explora sua sexualidade enquanto se dedica à feitiçaria.

O vereador de Palmas (TO), Filipe Martins (PSDB) faz mais um alerta aos pais. É que pela primeira vez na história da Disney, um personagem LGBTQ está desempenhando um papel principal em uma série animada que aparece no Disney Channel. 

“A Casa da Coruja” apresenta uma adolescente bissexual que explora sua sexualidade enquanto se dedica à feitiçaria.

+ Filipe Martins repudia pauta sobre masturbação no programa de Fátima Bernardes

“Estão tentando empurrar esses conteúdos para os corações e mentes das crianças. A Disney tem o direito de fazer seus desenhos. Mas, como cristãos, também temos o direito de não apoiar esse tipo de conteúdo. Só queremos que deixem as crianças em paz, que deixem elas serem crianças, e os pais devem ficar alertas sobre o que os filhos irão assistir”, explicou Martins.                                                                 

 Sobre a animação

“De inimigas a amigas e parceiras encantadas de dança, quem mais adora ver o relacionamento de Luz & Amity se fortalecer?”, escreveu a Disney no Twitter.

A personagem de 14 anos, Luz Noceda, mostrou afeto por personagens masculinos em episódios anteriores, mas começa a explorar a ideia de um relacionamento com uma mulher, informou a NBC News.

A criadora da série,Dana Terrace, se identifica como bissexual e admite que ficou intrigada com a ideia de criar “crianças queer*” na história (*queer é forma da Agenda LGBT de designar todos que não se consideram heterossexuais).

“Fui muito aberta sobre a minha intenção de colocar crianças queer no elenco principal. Eu sou uma péssima mentirosa, então esconder teria sido difícil”, disse Terrace. “Alguns da liderança da Disney me disseram que eu não poderia representar nenhuma forma de relacionamento gay ou bi no canal.”

““Eu sou bi! Eu quero escrever sobre um personagem bi, caramba! Felizmente, minha teimosia valeu a pena, e agora sou muito apoiada pela atual liderança da Disney”, tuitou a criadora da série.

A Disney teve alguns personagens abertamente LGBTQ em sua série animada, mas eles geralmente desempenharam papéis menores. No filme Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica, a personagem Specter se identifica como lésbica. E em maio, a Disney Plus estreou “Out” da Pixar, que contava com o protagonista Greg, que estava lutando para dizer a seus pais que era homossexual.

Com informações do Portal Conexão Política

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here