Gestores tiveram reunião recente para definir quais medidas tomarem após números de infectados terem crescido no Tocantins e em sua capital. Foto: Reprodução JM

O governador Mauro Carlesse e a prefeita Cinthia Ribeiro decidiram prorrogar os decretos que visam combater a proliferação da Covid-19 no Tocantins. Os dois se encontraram dias atrás para buscar solução contra o crescimento da Covid-19 na capital.

Estado

O Governo do Tocantins decidiu prorrogar novamente o decreto que suspender aulas presenciais em escolas e universidades no Tocantins. O texto perderia a validade nesta segunda-feira (31), mas agora foi estendido até o dia 30 de setembro. A proibição se aplica aos estabelecimentos públicos e privados.

Apesar da decisão sobre as escolas das redes municipais caber às prefeituras, o governo recomendou que elas também mantenham as atividades presenciais suspensas.

A jornada reduzida dos servidores públicos estaduais também foi prorrogada pelo mesmo prazo. As medidas foram determinadas pelo governador Mauro Carlesse (DEM) em março. O atendimento nas repartições públicas está fixado entre 8h e 14h, mas cada gestor pode fazer adaptações para as necessidades de cada pasta. Os serviços essenciais não entram na medida.

A decisão do Governador não se aplica às unidades do É Pra Já, que cumprem a jornada de trabalho em turnos, de segunda a sexta-feira, das 7 às 13 horas e das 13 às 19 horas, e ainda aos sábados, das 8 às 12 horas. Os servidores dos grupos de risco continuam em regime de teletrabalho.

A prorrogação do decreto será publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira.

Prefeitura

A Prefeitura de Palmas decidiu prorrogar o decreto que restringia o horário de funcionamento do comércio na capital. O novo prazo de validade do texto é até o dia 10 de setembro. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Município desta segunda-feira (31).

A medida foi implantada no dia 13 de julho e inicialmente valeria apenas até o dia 27 de julho. Quando o texto estava prestes a vencer, foi prorrogado até esta segunda e passou por algumas alterações. O horário de abertura dos supermercados, que no texto original era até 20h, foi ampliado para até 22h. A Prefeitura de Palmas informou que o horário dos supermercados será mantido até às 22h.

A gestão informou que a restrição é uma medida importante para conter o avanço da pandemia de Covid-19 em Palmas. Na data em que o decreto entrou em vigor a cidade tinha 2.651 casos confirmados da doença e 24 mortes. Nesta segunda-feira (31), pelo boletim epidemiológico mais atualizado, a cidade registra 12.460 casos e 90 mortes. A cidade superou Araguaína e se tornou o município mais afetado pela pandemia no dia 20 de agosto.

No decreto com a nova prorrogação, a própria gestão admite que “Palmas está inclusa entre as três Capitais com aumento expressivo nos níveis de contaminação pelo novo coronavírus”. No texto afirma que é necessário “mitigar a disseminação da Covid-19 em razão dos elevados riscos à saúde pública”. O decreto está assinado pela prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) e pelo secretário da Casa Civil, Edmilson Vieira.

Fica determinado que os serviços autorizados a funcionar fora do horário restrito são: “atividades de serviços médicos e hospitalares, farmácias e laboratórios, serviços funerários, serviços de táxi e aplicativos, transporte de cargas (principalmente gêneros alimentícios), serviços de telecomunicação, serviços de delivery e postos de combustíveis, sem o funcionamento das lojas de conveniência”.

Neste fim de semana, durante a fiscalização do cumprimento das medidas, um policial militar precisou dar uma bronca em clientes de uma distribuidora de bebidas que se aglomeravam. Flagrantes de festas clandestinas também foram registrados recentemente na cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here