Para o pastor evangélico e cantor gospel André Valadão, homossexuais não devem frequentar a igreja. Segundo o líder da Igreja Batista da Lagoinha, “cada um (gay e cristão) deve saber o seu lugar”. A afirmação foi feita, na terça-feira (8/9), no Instagram e gerou críticas e polêmicas.

Líder da Igreja Batista da Lagoinha, de Belo Horizonte, afirmou que homossexuais devem frequentar ‘clubes gays’, pois a comunidade evangélica é ‘para quem quer viver princípios bíblicos

Canadá pode proibir terapia de aconselhamento espiritual para gays

Valadão se posicionou ao responder à pergunta de um seguidor. “Dois rapazes que são membros da igreja estão namorando. Você os expulsa?”, questionou o usuário.

“A igreja tem um princípio bíblico. E a prática homossexual é considerada pecado. Eles podem ir para um clube gay. Mas, na igreja, não dá. A igreja é lugar de quem quer viver princípios bíblicos. Não é sobre expulsar. É sobre entender o lugar de cada um”, respondeu o pastor. Após a repercussão negativa, o post foi apagado.

No Twitter, sobram deboches, ironias e comentários indignados direcionados a Valadão. “André Valadão postou que casais gays devem frequentar “clubes gays” e não igrejas. Vocês estão chocados por quê? Quem frequenta a igreja é gente pura e santa tipo Flordelis”, disse uma seguidora. “Não é lugar de gay, mas assassino é recebido de braços abertos!”Enfim, a hipocrisia”, ironizou outro.

FONTE: Correio Brasiliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here