Alunos protestam contra saída do diretor do Colégio Militar de Araguaína

Os alunos e a comunidade escolar demonstraram insatisfação e deram início ao movimento #FicaMajordeSousa, com o intuito de Chamar a atenção do Governo.

0
Com a hastag #FicaMajordeSousa, os alunos foram às redes sociais para chamar a atenção do Governo. Foto: Divulgação

Alunos do Colégio Militar de Araguaína protestaram contra a saída do major Edilson de Sousa da direção da unidade escolar. Com a hastag #FicaMajordeSousa, os alunos foram às redes sociais para chamar a atenção do Governo.

O Major de Sousa participa ativamente da nossa rotina escolar. Ele sempre está buscando melhorias para a nossa unidade, sempre procura saber se estamos satisfeitos ou não, pede a nossa ajuda e nos ajuda. Sua permanência é fundamental para que o CMT continue a ser o que é. Não nos deram nenhuma explicação sobre a sua substituição, muito menos pediram a nossa opinião. Por isso, nós lutamos!”, conta a aluna Giovanna Sousa Santos, do 2° ano, sobre o assunto.

Entenda o caso

Nesta quarta-feira, 23/09, o Colégio Militar de Araguaína recebeu a notícia de que o Diretor Major Edilson de Sousa seria substituído.

Os alunos e a comunidade escolar demonstraram insatisfação e deram início ao movimento #FicaMajordeSousa, com o intuito de Chamar a atenção do governo.

De acordo com os servidores, não houve nenhum argumento que possa explicar a saída do diretor, somente relataram que seria para “atender as necessidades do serviço”, mas unidades da Polícia Militar. O Major Edilson de Sousa assumirá o Batalhão Ambiental de Araguaína.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here