Redação JM Notícia

Dois estudos publicados nesta quarta-feira (14) revelam que pessoas com tipo sanguíneo O podem ser menos vulneráveis à infecção pela Covid-19, com menos chances de adoecerem gravemente.

Um dos estudos foi feito na Dinamarca com 473.654 pessoas testadas para Covid-19. Destas, 38,4% eram do sangue tipo O testaram positivo, sendo que este tipo de sangue representa 41,7% da população dinamarquesa.

O segundo estudo foi feito no Canadá, onde se descobriu que entre 95 pacientes em estado grave, a maior proporção era dos tipos sanguíneos A ou AB (84%) e eles precisaram de ventilação mecânica. Entre os pacientes do tipo O ou B, 61% precisaram do mesmo procedimento.

Saiba + Mais jovens só serão vacinados para Covid-19 em 2022, diz cientista da OMS

A pesquisa canadense concluiu que os pacientes dos grupos sanguíneos A ou AB ficaram mais tempo na UTI, em média 13,5 dias. Os pacientes dos tipos O ou B ficaram em média nove dias na UTI.

Mais pesquisas devem ser feitas para verificar a ligação entre os tipos sanguíneos e a infecção pelo coronavírus. Por isso, o Dr. Mypinder Sekhon, médico intensivista do Vancouver General Hospital e autor do estudo canadense, pede para que todos continuem tomando as medidas de prevenção.

“Não acho que isso substitua outros fatores de risco de gravidade, como idade e comorbidades e assim por diante”, disse o especialista. “Se você for do grupo sanguíneo A, não precisa entrar em pânico. E se for do grupo sanguíneo O, você não está livre para ir a pubs e bares.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here