Redação JM Notícia

“Urna Eletrônica: Eu conheço. Eu confio.” Com esse mote a Justiça Eleitoral do Tocantins lança, nesta quinta-feira (15/10), uma série de vídeos sobre a segurança do sistema eletrônico de votação. A iniciativa faz parte do Plano de Combate à Desinformação do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO).  

Com mensagens curtas sobre os sistemas de segurança das urnas eletrônicas, a campanha visa aprimorar a compreensão da sociedade sobre o processo eleitoral e desestimular ações de proliferação de informações falsas. Os vídeos têm como objetivo mostrar aos eleitores as principais barreiras de segurança da urna, tornando o sistema de votação eletrônica confiável. 

Os vídeos foram gravados por servidores da Justiça Eleitoral que conhecem bem o funcionamento do equipamento, assim como pelo juiz da Comissão da Auditoria da Votação Eletrônica e uma mesária voluntária com bastante experiência em eleições. 

Das mais de 30 camadas de segurança que garantem que a urna não pode ser fraudada, nove quesitos são abordados nos vídeos:

  • Teste Público de Segurança, realizado nacionalmente desde 2009 para que especialistas tentem invadir o sistema – o que não aconteceu de forma satisfatória até hoje;
  • Cerimônia pública de assinatura eletrônica do código fonte dos sistemas;
  • Cerimônia de carga e lacração, na qual os lacres físicos são assinados pelo juiz eleitoral e podem ser conferidos por mesários e fiscais no dia da votação; 
  • Auditoria da votação eletrônica, que é transmitida ao vivo;
  • Não conexão com a internet: a urna é um equipamento offline e por isso não pode ser invadida;
  • Emissão da zerésima, relatório impresso antes do início da votação comprovando que não há votos na urna; 
  • Emissão do Boletim de Urna, impresso após o fim da votação com todos os votos e justificativas registrados ;
  • Registro digital do voto. Os votos digitados na urna são gravados de forma aleatória, garantindo a recontagem de votos, se necessário, sem identificação do voto de cada eleitor;
  • Transmissão dos resultados das eleições via rede privada (VPN) da Justiça Eleitoral.  

Projeto

Ação do Plano de Combate à Desinformação, a série de vídeos é resultado do projeto Combate Sistêmico à Desinformação com foco nas Eleições 2020, que reuniu representantes de tribunais regionais eleitorais (TRE-TO representou os tribunais da região Norte) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para promover iniciativas que pudessem contribuir para o combate às fake news a respeito da Justiça Eleitoral. 

Os vídeos estão sendo disponibilizados para veiculação na imprensa e também poderão ser acessados pelo site e redes sociais do Tribunal. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here