Conecte-se conosco

Mundo Cristão

“Apóstolo bom é apóstolo morto, os vivos são falsos profetas”, diz pastor

Avatar

Publicado

em

Redação JM Notícia

Imagem da série “Jesus” | Foto: Divulgação

Há uma grande polêmica teológica em torno da ordenação de apóstolos. Para os teólogos mais tradicionais, apenas os discípulos de Jesus e Paulo podem ser chamados de apóstolos.

O pastor Renato Vargens tem essa opinião e escreveu sobre o tema no Twitter dizendo: “Não. Não existem mais apóstolos. Apóstolo bom é apóstolo morto. Os vivos não são apóstolos, são falsos profetas, mestres da mentira, inventores de doutrinas espúrias”.

No Brasil a nomenclatura de apóstolo é comum em igrejas neopentecostais, são denominações mais modernas, com um teologia considerada rasa para muitos estudiosos e defensores da chamada “teologia da prosperidade”, alvo de muitas críticas pelos tradicionais.

+ 10 maneiras do pastor “matar sua igreja”

+ Pastor Renato Vargens diz que pastores esquerdistas amam ideologias e se tornaram adversários do povo

Para Vargens, que é pastor da Igreja Cristã da Aliança, os ensinos dos apóstolos vivos devem ser questionados. O pastor já tratou sobre o tema no livro “Reforma Agora – o antídoto para a confusão evangélica no Brasil” e mostrava sua visão bíblica para justificar sua certeza de que os apóstolos de hoje não deveriam ser chamados por este nome.

Em Atos 1:21-22 a Bíblia diz: “É necessário pois, que, dos homens que nos acompanham todo o tempo que o Senhor Jesus andou entre nós, começando no batismo de João, até ao dia em que dentre vós foi levado às alturas, um destes se torne testemunha conosco da sua ressurreição”.

Paulo, que não foi discípulo de Cristo, porém, viu a Jesus quando teve um encontro na estrada que o fez mudar de vida e de nomne. “Não sou, porventura livre? Não sou apóstolo? Não vi a Jesus, Nosso Senhor?”, lemos em I Coríntios 9:1.

“O apóstolo tinha de ter um chamado especial da parte de Cristo para exercer este ministério. As Escrituras são absolutamente claras em nos mostrar que os apóstolos, incluindo Paulo, foram chamados por Cristo (Mt 10.2-4; Gl 1.11-24)”, escreve Vargens na obra lançada em 2014 pela Editora Fiel.

https://www.jmnoticia.com.br/2018/12/21/grave-erro-teologico-diz-renato-vargens-sobre-pregacao-de-tiago-brunet/

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo8 horas atrás

Presidente de Convenção dispara criticas contra pastor por ordenar mulheres ao pastorado

A igreja criticada por JD Greear é a igreja fundada pelo pastor Rick e Kay Warren

Brasil/Mundo10 horas atrás

Líderes negros denunciam racismo sistêmico na principal clínica de aborto dos EUA

Democratas e republicanos assinam o documento que mostra que mais negros são mortos pelo aborto, mesmo sendo minoria no país

Brasil/Mundo12 horas atrás

Hamas ataca Israel com mais de 1.000 foguetes e cria caos em várias cidades

Conflitos geraram várias mortes de israelenses e de palestinos e aumentam a tensão entre os países do Oriente Médio

Brasil/Mundo13 horas atrás

Em Curitiba, Marcha para Jesus acontecerá no próximo sábado (15) em formato de carreata

O grupo entregou ao prefeito a camiseta da marcha que neste ano tem como tema o versículo bíblico “Agora, pois,...

Brasil/Mundo1 dia atrás

Sugestão Legislativa quer tornar crime ensino da ideologia de gênero nas escolas

Senadores devem discutir se a sugestão é constitucional

Brasil/Mundo2 dias atrás

Hamas lança foguetes contra Israel que revida

País respondeu com ataques aéreos em Gaza e há pelo menos 20 mortos entre os palestinos,

Brasil/Mundo2 dias atrás

Pastor diz que “igreja brasileira deixou de ser preparada para a perseguição”

Para o pastor Geremias Coutro, é necessário que a igreja volte a tratar do assunto com a máxima urgência.

Brasil/Mundo2 dias atrás

Pixar terá sua primeira personagem trans

Este estúdio já lançou outras obras com personagens LGBTs

Brasil/Mundo2 dias atrás

Governo federal amplia acesso dos pescadores aos direitos previdenciários

Cerca de um milhão de pescadores em todo o país serão beneficiados com acordo entre INSS e CBPA

Brasil/Mundo5 dias atrás

Canal conservador obtém liminar contra YouTube para republicar vídeos excluídos

O material havia sido retirado sob o argumento de supostamente conter “informações médicas incorretas” e por violação aos termos de...

Publicidade