Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Barco da Bíblia leva a Palavra de Deus à região amazônica

Publicado

em

Cerca de 500 exemplares bíblicos a preços acessíveis estão disponíveis para venda desde esta segunda-feira (25), em Macapá. O Barco da Bíblia, que navega pelos rios da Amazônia há mais de 50 anos, está ancorado na Rampa do Santa Inês, no Centro da capital, comercializando livros o público cristão.

Amapá, Macapá, barco da bíblia, bíblia, (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)Barco também vende livros bíblicos acadêmicos
(Foto: Fabiana Figueiredo/G1)

O barco, que já ancorou na capital amapaense mais de 15 vezes, apresenta novidades no acervo literário como os livros comentados. Os produtos são destinados a cristãos de diferentes religiões, com conteúdo infantil, infanto-juvenil, jovem, adulto e acadêmico.

“A proposta do barco é levar a literatura bíblica às pessoas que moram às margens dos rios e eles podem estar adquirindo livros por um valor acessível. Dessa forma queremos promover uma transformação educacional, social, cultural e também espiritual”, explicou um dos coordenadores do projeto Luz na Amazônia 2, Júlio Aquino, responsável por organizar as ações do Barco da Bíblia.

O advogado e pastor goiano Fábio Quirino, de 31 anos, que está visitando Macapá, conheceu os serviços da embarcação literária nesta segunda-feira e disse que gostou dos preços acessíveis.

Amapá, Macapá, barco da bíblia, bíblia, (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)Quase 500 livros foram disponibilizados para venda
no Amapá (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)

“Achei incrível a variedade de materiais para dar acessibilidade aos conteúdos bíblicos de formas diversas, que facilita a compreensão tanto para a criança quanto para o adulto. Isso é muito bonito. Fico feliz em saber que comprando algo aqui, estou investindo na obra de Deus e ajudando que a Bíblia chegue nas comunidades ribeirinhas mais distantes”, comentou Quirino.

Em Macapá, os atendimentos acontecem todos os dias, no horário das 8h às 21h. O barco fica ancorado até o dia 15 de maio e, no dia seguinte, navega para Laranjal do Jari, a 265 quilômetros por terra da capital, onde permanecerá até 25 de maio.

O dinheiro arrecadado no Barco da Bíblia financia as ações de outra embarcação, que presta serviços ambulatoriais, médicos e odontológicos de forma gratuita a ribeirinhos. O barco, criado pela instituição sem fins lucrativos Sociedade Bíblica do Brasil, navega por rios que levam a cidades dos estados do Amazonas, Pará e Amapá.

Amapá, Macapá, barco da bíblia, bíblia, (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)Barco da Bíblia está ancorado na Rampa do Santa Inês, no Centro de Macapá (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo15 horas atrás

Governo Federal anuncia o Auxílio Brasil de R$ 400 até o final de 2022

O número de beneficiários será ampliado em relação ao Bolsa Família e deve chegar a 16,9 milhões de famílias

Brasil/Mundo1 dia atrás

Inscrições para cursos gratuitos do Google encerram nessa sexta (22/10)

As capacitações são na área de tecnologia e começam nesse ano

Brasil/Mundo2 dias atrás

Censura: Instagram retira ‘recurso de links’ de perfis conservadores

Internautas falam de perseguição política e tentativa de censura

Brasil/Mundo3 dias atrás

Lego anuncia brinquedos sem gênero para influenciar crianças “contra o preconceito”

Para a marca, acabar com o “estereótipos nocivos” vai ajudar as crianças a não serem preconceituosas

Brasil/Mundo3 dias atrás

Por reclamarem de banheiro coletivo unissex, Joana Prado e Vitor Belford perdem patronício

A empresa foi pressionada por internautas para romper contrato com o casal; usuários da rede alegam de "transfobia"

Brasil/Mundo3 dias atrás

Pesquisa aponta profissão de professor como a mais confiável entre a população

Foram ouvidos de 19 mil entrevistados com idades entre 16 e 74 anos em diferentes países

Brasil/Mundo3 dias atrás

Auxílio Emergencial pode ser prorrogado até 2023 com valor de R$ 250

Prorrogação deve ser feita devido a demora na aprovação do Auxílio Brasil no Congresso Nacional

Brasil/Mundo4 dias atrás

Psicóloga Marisa Lobo comenta sobre Round 6: “banaliza a perversidade”

A série tem recebido críticas em vários países do mundo

Publicidade