Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

O 13 de março ganha força no país e pode mobilizar milhões de brasileiros

Publicado

em

Protesto contra o governo Dilma, em 15 de março de 2015, reuniu mais de 1 milhão de pessoas na Avenida Paulista(Bruno Santos/VEJA.com)

Protesto contra o governo Dilma, em 15 de março de 2015, reuniu mais de 1 milhão de pessoas na Avenida Paulista(Bruno Santos/VEJA.com)

Ao final de uma semana especialmente ruim para o PT, o engajamento dos brasileiros no protesto convocado para o dia 13 de março aumentou significativamente. Entre quinta e sexta-feira, os compartilhamentos e ‘curtidas’ na página do Movimento Brasil Livre (MBL) no Facebook foram multiplicados por 15, segundo o líder do MBL Kim Kataguiri. Ao site de VEJA, as lideranças do MBL e do Vem Pra Rua informam que esperam desta vez um número de manifestantes ainda maior do que o de 15 de março do ano passado, quando a presidente Dilma Rousseff enfrentou o maior protesto popular desde as Diretas.

Nesta sexta, a Operação Lava Jato levou o ex-presidente Lula para depor à força em São Paulo – apenas um dia depois de vir à tona que o ex-líder do governo Dilma no Senado, Delcídio do Amaral, ter fechado acordo de delação premiada. A operação desta sexta, contudo, nada tem a ver com os depoimentos de Delcídio, que implicam Lula e Dilma. “Como, antes, não havia resultado, não havia perspectiva de mudanças para o futuro, ficava difícil mobilizar as pessoas para protestarem. Mas com os últimos acontecimentos é muito mais fácil. São bem grandes as chances de que esse protesto seja maior do que o 15 de março”, analisou Kataguiri.

O líder do Vem Pra Rua, Rogério Chequer, também relatou que a movimentação nas redes sociais do movimento está maior nesta sexta-feira e avalia que os comentários deixados na página têm uma mistura de alívio e indignação: “Alívio porque finalmente a verdade vem à tona e indignação porque as pessoas percebem, cada vez mais, que foram feitas de idiota. Não só como serem humanos enganados, mas como cidadãos que pagam impostos e não vêm a conversão deles em direitos previstos na Constituição”.

Segundo Chequer, a intenção do MBL no próximo domingo é mostrar apoio à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal. “A troca do ministro da Justiça é preocupante, assim como a influência na Polícia Federal. Eles precisam do apoio da sociedade”, disse. Pensando nisso, o movimento antecipou uma ação, que já era planejada, para esta sexta-feira, e que consiste em colocar bandeiras do Brasil nas janelas das casas.

Ao contrário do que foi visto na manhã de hoje em São Paulo, Chequer afirmou que a população vai manifestar sua indignação de forma “totalmente pacífica” nos protestos do dia 13. Isso porque, enquanto Lula dava esclarecimentos à PF em Congonhas, em São Paulo, militantes do PT causaram tumulto tanto no aeroporto, quanto em frente ao prédio de Lula, em São Bernardo do Campo. Neste último local, a Polícia Militar precisou intervir, afastando os apoiadores do petista e grupos contrários a ele. Também houve confusão em frente à sede do Instituto Lula, no Ipiranga, Zona Sul da capital paulista.

Pouco depois da deflagração da nova fase da Lava Jato, o PT conclamou a militância petista para defender o ex-presidente. Em nota, o partido classificou como “violência” a ação batizada de Aletheia e garantiram que tal violência “será repudiada”. “A violência praticada nesta manhã – injusta, injustificável, arbitrária e ilegal – será repudiada por todos os democratas, por todos os que têm fé nas instituições e do estado de direito, no Brasil e ao redor do mundo, pois Lula é uma personalidade internacional que dignifica o País, símbolo da paz, do combate à fome e da inclusão social”, diz o texto. Com informações Veja.com

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo14 horas atrás

Governo Federal anuncia o Auxílio Brasil de R$ 400 até o final de 2022

O número de beneficiários será ampliado em relação ao Bolsa Família e deve chegar a 16,9 milhões de famílias

Brasil/Mundo1 dia atrás

Inscrições para cursos gratuitos do Google encerram nessa sexta (22/10)

As capacitações são na área de tecnologia e começam nesse ano

Brasil/Mundo2 dias atrás

Censura: Instagram retira ‘recurso de links’ de perfis conservadores

Internautas falam de perseguição política e tentativa de censura

Brasil/Mundo3 dias atrás

Lego anuncia brinquedos sem gênero para influenciar crianças “contra o preconceito”

Para a marca, acabar com o “estereótipos nocivos” vai ajudar as crianças a não serem preconceituosas

Brasil/Mundo3 dias atrás

Por reclamarem de banheiro coletivo unissex, Joana Prado e Vitor Belford perdem patronício

A empresa foi pressionada por internautas para romper contrato com o casal; usuários da rede alegam de "transfobia"

Brasil/Mundo3 dias atrás

Pesquisa aponta profissão de professor como a mais confiável entre a população

Foram ouvidos de 19 mil entrevistados com idades entre 16 e 74 anos em diferentes países

Brasil/Mundo3 dias atrás

Auxílio Emergencial pode ser prorrogado até 2023 com valor de R$ 250

Prorrogação deve ser feita devido a demora na aprovação do Auxílio Brasil no Congresso Nacional

Brasil/Mundo3 dias atrás

Psicóloga Marisa Lobo comenta sobre Round 6: “banaliza a perversidade”

A série tem recebido críticas em vários países do mundo

Publicidade