Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Brumadinho: Igreja se transforma em lavanderia para higienizar fardas de bombeiros

Publicado

em

Da redação JM

Grupo de 35 pessoas usa 14 máquinas de lavar e secar para ajudar os heróis.

Desde a tragédia causada pelo rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão há uma semana, em Brumadinho (MG), uma igreja evangélica foi transformada em lavanderia coletiva.

No local, 20 voluntárias se revezam 24 horas para garantir que os uniformes dos bombeiros que atuam nas operações de buscas em meio à lama provocada pelo rompimento da barragem de rejeitos fiquem limpos, higienizados e passados.

Técnica em vestuário, Laura Miranda Baggio, de 57 anos, viajou seis horas de Monte Sião (MG) para Brumadinho exclusivamente para trabalhar na lavanderia. Ela contou que o maior desafio não está na lavagem ou higienização das fardas, mas em lidar com as emoções.

“A parte mais difícil é ficar aqui trabalhando, pensando na dor das pessoas que perderam seus entes queridos”, afirmou Laura Baggio. “Volto [para casa] com a sensação do dever cumprido. Mas o coração ficará aqui.”

De acordo com as voluntárias, são lavadas 200 peças de roupa por dia, incluindo a higienização com formol. Depois, são passadas e embaladas individualmente em sacos plásticos. Os soldados recebem ainda um bilhete carinhoso e uma barrinha de cereal.

A dona de casa Maria Águida dos Santos Coelho saiu de Belo Horizonte para Brumadinho determinada a ajudar como voluntária. “[Fico feliz em saber que os bombeiros] vão receber uma roupa limpa depois de passarem o dia trabalhando”, disse.

Marilda Augusta Ferreira Santos, dona de casa, viajou uma hora e meia do distrito de Barreiro de Cima para Brumadinho, trabalha na lavanderia e também com a distribuição de cestas básicas. Segundo ela, o fato de estar ali é a recompensa pelo que acredita. “Eu amo fazer isso aí: estar servindo aos outros.”

“Nós chegamos aqui e procuramos saber em que poderíamos ser úteis. Perguntei a um dos bombeiros se eles lavavam a roupa que chegava cheia de lama. Ele disse que usava sempre a mesma. Na hora a gente se mobilizou para montar uma lavanderia”, disse o pastor Márcio Santos, diretor da Convenção Batista Mineira.

Até o momento, foram contabilizados 110 mortos na tragédia ocorrida na última sexta-feira (25), dos quais 71 foram identificadas por exames realizados pela Polícia Civil. Há ainda 238 pessoas desaparecidas.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo7 horas atrás

Seleção Russa bem-sucedida para a Copa do Mundo de 2022

Há vários fatores óbvios no desempenho bem sucedido da equipe

Brasil/Mundo10 horas atrás

“Foi a própria Exame que falou da relação de HIV com vacina”, diz Bolsonaro

Durante live no Facebook, Bolsonaro leu uma reportagem internacional sobre esse mesmo assunto e foi acusado de propagar notícia falsa

Brasil/Mundo1 dia atrás

Jogador do Cuiabá, diz que homossexualidade ‘é pecado’ e ‘leva à condenação’

Cristão, o atleta passou a se acusado de homofobia

Brasil/Mundo1 dia atrás

Ministro da Justiça pedirá extradição de Allan dos Santos

Torres revelou que setores da Interpol não reconhecem o pedido, pois não há crime de opinião

Brasil/Mundo3 dias atrás

Motivação de estudantes aumentou com retorno das aulas presenciais, diz pesquisa

Na opinião de pais, 87% dos filhos que frequentam as aulas presenciais se sentem mais animados

Brasil/Mundo4 dias atrás

Governo de Rondônia proíbe ‘linguagem neutra’ nas escolas

Os professores e instituições poderão ser punidos se não obedecerem

Brasil/Mundo4 dias atrás

Moraes determina prisão preventiva e extradição de Allan dos Santos

Blogueiro bolsonarista é alvo do inquérito que apura a divulgação de notícias falsas

Brasil/Mundo4 dias atrás

Covid-19: 20 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina atrasada

Índice de pessoas completamente vacinadas contra a doença já teria passado dos 80% do público-alvo, caso não houvesse atraso na...

Publicidade