Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Chile: evangélicos esperam que a nova Constituição respeite os valores cristãos

Publicado

em

O presidente chileno Sebastián Piñera chega ao palácio presidencial La Moneda um dia depois de um plebiscito no qual as pessoas votaram para reescrever a Constituição da nação em Santiago, Chile, na segunda-feira, 26 de outubro de 2020. (AP Foto / Esteban Felix)

 revolta social que sacudiu suas ruas em 2019 não foi em vão: o Chile teve um despertar histórico na segunda-feira, porque durante o dia iniciou um processo sem precedentes para reescrever sua Constituição.

+ Cristofobia crescente: Igrejas são incendiadas no Chile

A decisão foi tomada pelos mesmos chilenos que fizeram uma manifestação há um ano. Em um plebiscito realizado na véspera, decidiram substituir a Carta Magna e que sua redação continuaria nas mãos dos cidadãos e não dos políticos. Nas urnas também determinaram que a convenção de 155 deputados eleitos democraticamente para redigí-la é conjunta, ou seja, 78 deles são homens ou mulheres.

O que a Igreja Evangélica pensa sobre isso?

O bispo e diretor da Televisão Evangélica do Chile, Emiliano Soto, conversou com Mundo Cristiano sobre a Igreja e o plebiscito.

“Dentro da Igreja Evangélica sempre houve dois pontos de vista, um que era para aprovação e outro que era para rejeição”, disse ele.

Segundo ele, a votação foi bastante acirrada entre a Igreja.

“A entidade Cadem, que é uma entidade de respeito no Chile, pelo que significam as pesquisas, aponta para quase 57%, senão 60% dos evangélicos no Chile votaram pela aprovação e o restante votou pela rejeição ”, especificou

Soto diz que os líderes evangélicos esperam que a nova Constituição continue a respeitar os valores cristãos.

“Agora, para propor uma nova Constituição, ela visa especialmente a igualdade religiosa e também, tanto quanto possível na diferença de conceitos aos princípios de valores e princípios bíblicos, opta-se que haja objeção de consciência em nível Constitucional”, comentou.

O pastor Soto espera que a Igreja possa colaborar com a nova Constituição.

“Esperamos que toda esta situação seja superada e também possamos olhar para um só Chile com o objetivo de poder fazer uma Constituição boa ou melhor do que a que existe. Da mesma forma, a Igreja pode se unir pelo trabalho que os evangélicos sempre fizeram no Chile.

Mais detalhes sobre o plebiscito

Patricio Santamaría, presidente do Serviço Eleitoral, informou nesta segunda-feira que com 7,5 milhões de votos apurados – 99,4% dos votos -, 78,2% são a favor da substituição constitucional promovida pela oposição de centro-esquerda e 21, 7% optaram pela proposta do partido de direita no poder de mantê-lo. Além disso, 79% preferem que a nova Carta Magna seja escrita por cidadãos eleitos.

“Estamos diante da maior votação da história do Chile do ponto de vista … dos votos absolutos, e rompemos a barreira que não (foi) superada desde 2012 com o voto voluntário, 49,2%”, acrescentou Santamaría .

Os convocados a votar em meio à pandemia, que mantém o país com 500 mil infectados, foram 14,8 milhões de pessoas e 51% votaram.

A decisão de que a nova Constituição seja escrita por cidadãos eleitos “deve ser interpretada como uma rejeição generalizada e transversal da classe política como um todo”, disse Marcelo Mella, cientista político e doutor em Estudos Americanos, à Associated Press. “Todos os partidos com representação parlamentar devem se sentir desafiados”, acrescentou.

“Os partidos políticos estão calados e é um golpe muito forte para a política convencional, porque nos lugares onde há prefeitos de direita, a opção de aprovação também venceu”, disse Lucía Dammert, formada em história pela Universidade Católica e acadêmica do Universidade de Santiago.

A nova Constituição proposta pela convenção que a redigirá será submetida à aprovação dos chilenos em plebiscito em meados de 2022. Se for rejeitada, a dos militares permanecerá em vigor.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo1 hora atrás

Moraes determina prisão preventiva e extradição de Allan dos Santos

Blogueiro bolsonarista é alvo do inquérito que apura a divulgação de notícias falsas

Brasil/Mundo2 horas atrás

Covid-19: 20 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina atrasada

Índice de pessoas completamente vacinadas contra a doença já teria passado dos 80% do público-alvo, caso não houvesse atraso na...

Brasil/Mundo24 horas atrás

Governo Federal anuncia o Auxílio Brasil de R$ 400 até o final de 2022

O número de beneficiários será ampliado em relação ao Bolsa Família e deve chegar a 16,9 milhões de famílias

Brasil/Mundo2 dias atrás

Inscrições para cursos gratuitos do Google encerram nessa sexta (22/10)

As capacitações são na área de tecnologia e começam nesse ano

Brasil/Mundo2 dias atrás

Censura: Instagram retira ‘recurso de links’ de perfis conservadores

Internautas falam de perseguição política e tentativa de censura

Brasil/Mundo3 dias atrás

Lego anuncia brinquedos sem gênero para influenciar crianças “contra o preconceito”

Para a marca, acabar com o “estereótipos nocivos” vai ajudar as crianças a não serem preconceituosas

Brasil/Mundo3 dias atrás

Por reclamarem de banheiro coletivo unissex, Joana Prado e Vitor Belford perdem patronício

A empresa foi pressionada por internautas para romper contrato com o casal; usuários da rede alegam de "transfobia"

Brasil/Mundo4 dias atrás

Pesquisa aponta profissão de professor como a mais confiável entre a população

Foram ouvidos de 19 mil entrevistados com idades entre 16 e 74 anos em diferentes países

Publicidade