Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Chile: evangélicos esperam que a nova Constituição respeite os valores cristãos

Publicado

em

O presidente chileno Sebastián Piñera chega ao palácio presidencial La Moneda um dia depois de um plebiscito no qual as pessoas votaram para reescrever a Constituição da nação em Santiago, Chile, na segunda-feira, 26 de outubro de 2020. (AP Foto / Esteban Felix)

 revolta social que sacudiu suas ruas em 2019 não foi em vão: o Chile teve um despertar histórico na segunda-feira, porque durante o dia iniciou um processo sem precedentes para reescrever sua Constituição.

+ Cristofobia crescente: Igrejas são incendiadas no Chile

A decisão foi tomada pelos mesmos chilenos que fizeram uma manifestação há um ano. Em um plebiscito realizado na véspera, decidiram substituir a Carta Magna e que sua redação continuaria nas mãos dos cidadãos e não dos políticos. Nas urnas também determinaram que a convenção de 155 deputados eleitos democraticamente para redigí-la é conjunta, ou seja, 78 deles são homens ou mulheres.

O que a Igreja Evangélica pensa sobre isso?

O bispo e diretor da Televisão Evangélica do Chile, Emiliano Soto, conversou com Mundo Cristiano sobre a Igreja e o plebiscito.

“Dentro da Igreja Evangélica sempre houve dois pontos de vista, um que era para aprovação e outro que era para rejeição”, disse ele.

Segundo ele, a votação foi bastante acirrada entre a Igreja.

“A entidade Cadem, que é uma entidade de respeito no Chile, pelo que significam as pesquisas, aponta para quase 57%, senão 60% dos evangélicos no Chile votaram pela aprovação e o restante votou pela rejeição ”, especificou

Soto diz que os líderes evangélicos esperam que a nova Constituição continue a respeitar os valores cristãos.

“Agora, para propor uma nova Constituição, ela visa especialmente a igualdade religiosa e também, tanto quanto possível na diferença de conceitos aos princípios de valores e princípios bíblicos, opta-se que haja objeção de consciência em nível Constitucional”, comentou.

O pastor Soto espera que a Igreja possa colaborar com a nova Constituição.

“Esperamos que toda esta situação seja superada e também possamos olhar para um só Chile com o objetivo de poder fazer uma Constituição boa ou melhor do que a que existe. Da mesma forma, a Igreja pode se unir pelo trabalho que os evangélicos sempre fizeram no Chile.

Mais detalhes sobre o plebiscito

Patricio Santamaría, presidente do Serviço Eleitoral, informou nesta segunda-feira que com 7,5 milhões de votos apurados – 99,4% dos votos -, 78,2% são a favor da substituição constitucional promovida pela oposição de centro-esquerda e 21, 7% optaram pela proposta do partido de direita no poder de mantê-lo. Além disso, 79% preferem que a nova Carta Magna seja escrita por cidadãos eleitos.

“Estamos diante da maior votação da história do Chile do ponto de vista … dos votos absolutos, e rompemos a barreira que não (foi) superada desde 2012 com o voto voluntário, 49,2%”, acrescentou Santamaría .

Os convocados a votar em meio à pandemia, que mantém o país com 500 mil infectados, foram 14,8 milhões de pessoas e 51% votaram.

A decisão de que a nova Constituição seja escrita por cidadãos eleitos “deve ser interpretada como uma rejeição generalizada e transversal da classe política como um todo”, disse Marcelo Mella, cientista político e doutor em Estudos Americanos, à Associated Press. “Todos os partidos com representação parlamentar devem se sentir desafiados”, acrescentou.

“Os partidos políticos estão calados e é um golpe muito forte para a política convencional, porque nos lugares onde há prefeitos de direita, a opção de aprovação também venceu”, disse Lucía Dammert, formada em história pela Universidade Católica e acadêmica do Universidade de Santiago.

A nova Constituição proposta pela convenção que a redigirá será submetida à aprovação dos chilenos em plebiscito em meados de 2022. Se for rejeitada, a dos militares permanecerá em vigor.

AGROTINS 2021

Últimas notícias

Brasil/Mundo50 minutos atrás

Programa abre inscrições para capacitar mulheres negras para o mercado de trabalho

Finalistas poderão ser contratadas para estágios na Avon

Brasil/Mundo6 horas atrás

Lula enaltece Renan Calheiros e defende senador na CPI da Pandemia: “Não existe político perfeito”

Mais que amigos: O senador pode ser vice de Lula nas eleições presidenciais de 2022, segundo colunistas políticos de Alagoas

Brasil/Mundo1 dia atrás

Estão abertas as inscrições para a 24ª edição do Prêmio Educador Nota 10

Neste ano, serão escolhidos 10 docentes como ganhadores

Brasil/Mundo1 dia atrás

Hungria apresenta lei que proíbe a promoção da homossexualidade para menores de 18 anos

O país tem adotado ações para proteger os valores tradicionais e a herança da nação de maioria cristã do ativismo...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Bolsonaro diz que vai vetar ‘passaporte sanitário’ para vacinados contra a Covid

Texto foi aprovado no Senado e seguirá para a Câmara dos Deputados

Brasil/Mundo4 dias atrás

Levantadora de pesos diz que a presença de atletas trans tornará o jogo olímpico “injusto”

Laurel Hubbard já competia nos campeonatos masculinos até que em 2013 se tornou mulher trans

Brasil/Mundo4 dias atrás

PM de Alagoas exonera subcomandante que defende Bolsonaro e ataca opositores nas redes sociais

Um dia após a exoneração, o militar publicou uma foto no Facebook e escreveu: "Entre o louco e o corrupto,...

Brasil/Mundo4 dias atrás

Benjamin Netanyahu deixa o cargo de primeiro-ministro de Israel

Novo premiê foi eleito pelo parlamento israelense após acordos políticos

Brasil/Mundo4 dias atrás

Biden hasteia a bandeira LGBT na embaixada dos EUA no Vaticano e é criticado

Entre os críticos está o pastor Franklin Graham que entendeu a decisão como um desrespeito ao simbolismo religioso do Vaticano

Brasil/Mundo4 dias atrás

Mandato de Benjamin Netanyahu chega ao fim em Israel

É a primeira vez que o partido árabe Ra’am fará parte oficialmente do governo, que terá apoio de uma coalização...